Acaba o jejum de 10 anos?

Chegará a hora da Ferrari voltar ao pódio no primeiro lugar?

0
137
Hungaroring, Budapest, Hungary. Sunday 24 July 2016. Sebastian Vettel, Ferrari SF16-H. World Copyright: Sam Bloxham/LAT Photographic ref: Digital Image _SLA8637

Há 10 anos aconteceu o último triunfo de um piloto da esquadra italiana na fórmula 1.

Por uma diferença de 1 ponto. Kimi Mathias Raikkönen se tornou o primeiro (e único) piloto a ganhar um título mundial pela Ferrari. Primeira depois da aposentadoria de Michael Schumacher.

Hoje, com 37 anos de idade, Kimi ainda é rápido, consistente, dificilmente comete erros. Porem é constantemente acompanhado por um azar sem tamanho mas vem ajudando a equipe na briga pelo título de construtores. E por que não dizer, na briga pelo título de pilotos também. Haja vista toda a ajuda prestada a Vettel no grande prêmio da Hungria, onde ele se manteve à frente de Lewis Hamilton impedindo-o de somar mais pontos. Aumentando, assim, a diferença entre Vettel e Hamilton nos pontos.

Depois de muitos anos, muitas lutas, brigas ferrenhas como em 2012 e 2010 nos braços de Fernando Alonso. Finalmente a Ferrari tem um carro que lhe dá reais condições de brigar pelo título. Embora muitas coisas estejam acontecendo neste momento de “férias” de verão das equipes, o GP da Bélgica nos mostrará uma briga ainda mais intensa. Haja vista que a pista de altíssima velocidade favorece o design dos Mercedes. A Ferrari, com certeza está trabalhando forte para se aproximar ainda mais dos bólidos alemães. Obviamente falando de desempenho.

A Ferrari promete, assim como a Mercedes, atualizações para a parte traseira do carro. Uma asa totalmente nova (enquanto a Mercedes provavelmente usará sua asa spoon novamente). Inspirada nas antigas “asas W” utilizadas em 2008. Atualizações nos “endplates” do assoalho do carro. Esses prometem até uma pequena atualização para poderem usar mais potência do motor à combustão. Tudo isso para se manter na briga com as Mercedes e principalmente, não fazerem “feio” em frente à sua torcida enlouquecida no GP da Itália que acontecerá somente uma semana após o GP da Bélgica.

É meus caros, já tivemos pneus furados no final de uma corrida. Já tivemos batidas propositais entre os postulantes ao título, já vimos muita coisa e ainda temos 9 corridas pela frente. Muitas coisas pra acontecer (e irão acontecer), muita água para passar embaixo da ponte. Ou seja, muita briga ainda vai rolar. E para a alegria dos fãs, a disputa ainda tende a ficar mais acirrada com a chegada de Valteri Bottas na briga pelo título. Se isso é bom para a Ferrari e se os italianos irão ou não acabar com o jejum de 10 anos. Sem ao menos fazer um piloto campeão mundial, eu não sei. Mas que vai ser muito bom acompanhar este campeonato pra descobrir isso, ah vai!

 

Comenta aí:
Share on Facebook2Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Buffer this page