Os campeonatos estaduais sempre chegam trazendo histórias curiosas, e em muitos casos, motivadoras. No futebol atual, os clubes buscam descobrir talentos cada vez mais cedo, de forma em que os jovens atletas tenham anos treinamento até receberem uma chance nas equipes principais. Em contrapartida, o Hercílio Luz, time da primeira divisão catarinense, integrou ao seu elenco o meia-atacante Moisés, destaque dos campeonatos amadores da região. Conheceremos agora um pouco melhor essa história.

Destaque no amador

Nos últimos anos, os campeonatos amadores da região sul catarinense tinham uma estrela, Moisés Vieira, atualmente com 22 anos. Entre os torcedores a conversa era sempre a mesma, o time que contava com Moisés, já era considerado favorito. Assim, o atleta colecionou títulos, troféus de melhor jogador, artilheiro e uma fama considerável na região. Velocidade, força física e uma finalização diferenciada eram suas principais características, sempre contando com a camisa 10.

Nos campeonatos amadores, Moisés colecionou troféus. FONTE: Redes Sociais do atleta.

Oportunidade e chegada ao Hercílio Luz

Com todo esse desempenho nos amadores, logo Moisés chamou a atenção de Nazareno Silva, ex-diretor de futebol do clube. Segundo o próprio atleta, Nazareno já vinha a algum tempo o acompanhando, mas dessa vez Moisés aceitou o desafio de encarar o futebol profissional. Chegando ao Hercílio Luz, ele vêm passando por um processo de adaptação ao futebol profissional, e a relação com a torcida não poderia ser melhor. Embora venha sendo reserva enquanto aprimora a parte física, em todos os jogos a torcida pede sua entrada, e quando o técnico China Balbino o chama, ele corresponde muito bem às expectativas. Até aqui, Moisés marcou um gol no Catarinense, na vitória por 4 a 0 diante do Metropolitano.

Nas palavras do atleta

Através da assessoria de imprensa do Hercílio Luz, o 90Goals conseguiu realizar um bate-papo com o atleta. Confira agora a entrevista:

COLUNISTA: Como foi o primeiro contato do clube com você e a sua reação ao interesse do Hercílio Luz?

MOISÉS: Vim por meio do Nazareno, que já me conhecia e me acompanhava no amador. E já vinha me esperando a muito tempo só que eu nunca aparecia, mas resolvi buscar essa chance que ele me deu e está dando certo, graças a Deus.

COLUNISTA: Como vêm sendo a sua adaptação dos gramados amadores para o profissional? Qual a principal diferença?

MOISÉS: Então, diferença bastante grande entre a parte física, que estou me adaptando mais rápido possível. Tudo muda né, sobre amador e profissional, parte física, parte tática, mas com o dia a dia, treinos, estou melhorando a cada dia.

COLUNISTA: Em pouco tempo você caiu nas graças da torcida, que constantemente pede a sua entrada durante os jogos. Qual a sensação de ouvir seu nome sendo gritado pelos torcedores?

MOISÉS: Melhor sensação do mundo. E saber que estou correspondendo a cada jogo, a cada entrada em uma partida, isso é muito gratificante. E ver aquela massa gritando pelo meu nome, “caraca”, emoção muito grande e muito boa.

COLUNISTA: Pra encerrar então, deixo aberto para você falar o que quiser para o torcedor.

MOISÉS: E para o torcedor que me acolheu, quero dizer que quero poder fazer história junto da minha equipe, porque somos uma família. Vamos treinar cada dia mais forte para que possamos buscar os resultados positivos, e dar a alegria para essa torcida e para esse clube centenário. E o Hercílio luz é grande, e vamos correr muito para buscar cada vitória a cada jogo por essa torcida maravilhosa.

Boa sorte nesse novo desafio, Moisés!

Comenta aí:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here