É inédito! Pela primeira vez na história, a final da Superliga Feminina foi decidida em um set extra. O Golden Set foi a nova reforma na competição e parece que agradou. Antes final única, agora dois jogos e um set desempate parece render mais emoção a competição. Nesse domingo (22) no Sabiazinho, em Uberlândia, a equipe do Paulo Coco fez história e venceu sua primeira Superliga em 10 anos da competição.

O JOGO

A equipe liderada pelas campeãs olímpicas Fernanda Garay, Walewska e Fabiana, o Praia Clube destruiu o Sesc-RJ no 2º jogo. A vitória por 3 sets a 0 (parciais de 25/19, 25/23 e 25/17), fez com que o jogo fosse decidido em um último set. Jogando em casa a equipe do Praia Clube tentou jogar o que não jogou no Rio de Janeiro e conseguiu. A ponteira Amanda era o alvo da equipe carioca, se superou no jogo.

Garay comemora com a Fawcett. (Divulgação/Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Pela equipe carioca, uma despedida, a maior líbero de todos os tempos Fabizinha decidiu anunciar a aposentadoria. No jogo a ponteira Drussyla e Gabizinha não faziam bom jogo. A levantadora Roberta não tinha confiança nas suas ponteiras. As suas distribuições não foram o suficiente para tentar mesclar e dá moral a elas. Monique era a mais regular no ataque, mas pouco foi acionada.

GOLDEN SET

Gabizinha foi mal no Golden Set, nada funcionou. (Divulgação/Marcos Ribeiro/TV Integração)

Era outro jogo, outra alma, outra vontade. A ponteira Drussyla que ama uma decisão de Superliga, entrou no set com tudo. Roberta percebeu o bom momento e aproveitou bem a Drussyla na rede. Pena que a Gabizinha não estava num dia bom e não deu ritmo a equipe. O Praia Clube levou a virada, mas não se perdeu, a torcida empurrou a equipe de Uberlândia e o título estava cada vez mais próximo. Quando a equipe mineira fez 19 a 16, a equipe carioca não demonstrou poder de reação e tranquilamente fez 25 a 18 conquistando o título da temporada.  A americana Nicole Fawcett marcou o último ponto do set.

No fim do jogo a ponteira Fernanda Garay deu depoimento para o site da CBV falando sobre seu primeiro título da Superliga:

“Estou realmente muito feliz.  Nós, atletas, comissão técnica, os profissionais do Praia Clube, dos nossos patrocinadores, todos. Era um projeto que estava querendo muito essa conquista e estou muito contente por fazer parte desta história.”

O treinador Paulo Coco que fez a temporada passada no clube rival no Minas, saiu questionado para o Praia. O trabalho do Paulinho foi sensacional. O tabu do Bernardinho foi quebrado com um treinador em ascensão. Outro destaque impressionante nessa final foi a levantadora criticada Claudinha, foi sensacional na partida.

Carro de bombeiro pra elas

A equipe do Dentil Praia Clube comemorou a conquista nas ruas. O carro dos bombeiros levou as meninas do Ginásio até o hotel em que estavam hospedadas. Os gritos de “É campeão” e “hoje tem churrasco” eram presentes. As meninas com os seus celulares nas mãos filmavam tudo para as redes sociais.  A capitã Walewska levava o troféu nas mãos durante um almoço no shopping.

Melhores da Superliga 17/18

SAQUE Bruna Honório (Pinheiros)
LEVANTAMENTO – Roberta (Sesc-RJ)
BLOQUEIO – Bia (Vôlei Nestlé)
PASSE – Fabi (Sesc-RJ)
DEFESA – Suelen (Dentil/Praia Clube)
ATAQUE – Tandara (Vôlei Nestlé)
MELHOR JOGADORA – Tandara (Vôlei Nestlé)

Comenta aí:

10 COMENTÁRIOS

  1. Thank you so much for providing individuals with a very nice possiblity to check tips from this web site. It is usually so amazing and also packed with a great time for me and my office fellow workers to search your blog minimum three times weekly to read through the fresh secrets you have got. And of course, I’m just always impressed with your cool hints you serve. Selected 1 tips in this post are definitely the most impressive we have all had.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here