Um jogo pra não sair da memória dos torcedores, da história do futebol e dos jornais esportivos pela próxima semana. Palmeiras e Cruzeiro fizeram um jogo que pintou os cabelos de paulistas e mineiros de branco, e também de azul e verde os dois tempos do jogo.

Um primeiro tempo totalmente cruzeirense, já que aos 06 minutos num contra ataque de cinco jogadores do time celeste contra três defensores palmeirenses o cruzeiro abriu o marcador com Thiago Neves. Um susto que fez o Palmeiras apagar e ver aos 19 o segundo gol do cruzeiro, gol de Robinho, e aos 30 o terceiro com Allison. O lateral Fabiano ainda foi substituído por Egídio que mandou Tchê Tchê para a lateral direita e o Zé Roberto para o meio campo. Fim de primeiro tempo 3 a 0 para o Cruzeiro.

Segundo tempo recomeçou com a troca de Borja no lugar do meio campo Guerra que sentiu uma lesão no fim do primeiro tempo. Palmeiras recomeçou mais ofensivo, atacando mais e pressionando, tanto que aos 09 minutos, Dudu pegou o rebote de um chute de Zé Roberto girou e mandou para o fundo gol. 1 a 3 e mais pressão palmeirense contra o time de Minas, e aos 15 minutos, Dudu, mais uma vez apareceu e foi decisivo quando após uma disputa pelo alto de Borja com a defesa cruzeirense a bola foi tocada pelo atacante que parou nos pés do camisa 7 que perdoou e diminuiu a desvantagem. No segundo gol os mais de 32 mil presentes no Allianz Parque que já estavam cantando e incentivando o Palmeiras começou a cantar mais alto, incentivar e dar mais ânimo ao Verdão, que após um cruzamento e a bola espirrada pelo Cruzeiro, William, ex-cruzeiro, mandou de primeira e a bola ainda desviou no zagueiro Caicedo e entrou no gol defendido pelo goleiro Fábio.

Palmeiras 3 a 3 Cruzeiro, jogo que levou torcedores de ambos os times do céu ao inferno terminou e vai ser resolvido em Belo Horizonte, na casa Cruzeirense.

Comenta aí:
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Buffer this page