Hoje estava numa boa, sentadinha no sofá lendo tuítes de meus admiráveis seguidores, uns falavam da vida amorosa, outros reclamavam da louça para lavar e alguns AINDA discutiam arbitragem. Agora eu vou falar, me segura que vou apitar.

INCRÍVEL como o pessoal é hipócrita, entre tuítes sérios comentando a polêmica do jogo entre Framengo e Fluminenc (PAZ) vi prints de pessoas se contrariando vergonhosamente. Em um deles, o fulano de tal dizia “só contra o Flamengo tem recurso eletrônico e o árbitro volta atrás”, no mesmo tuíte, outro print do mesmo infeliz, fala de uns meses atrás “o árbitro voltou atrás e fez o certo, chupa”. Me deparando com essas falas, fiquei transtornada, o que faz nós, clubistas, mudar de opinião tão rápida com a nossa decadente arbitragem?

Olha, certamente eu como colorada, vocês diriam “OLHA QUEM QUER FALAR DE ARBITRAGEM”, mas meu querido, o negócio está critico pra todo mundo, mas estar critico pra todo mundo não justifica os fracos que mudam tão rápido de opinião; continuando, sobre o mesmo assunto, ainda vi mais tuítes absurdos, e o mais legal é que se confirma a tese, “pimenta nos olhos dos outros é refresco”, que frase maravilhosa para esse momento, isso que faz o torcedor numa semana dizer “A CBF É UMA VERGONHA” e na outra “CHOLA MAIS”, a minha tl me senti num octógono, de um lado Palmeirenses acusando o Flamengo de ganhar na ARBITRAGEM (gente para que tá feio) do outro, flamenguistas aplaudindo a ação (Deus te viu criticando o Cuca por “ponto eletrônico”) e no meio termo, o resto da torcida dividida em zoação e opiniões do que é o certo ou o errado, famigerados fiscais de TL.

Preferi não fazer uma fala séria sobre o assunto, mas usar uma forma descontraída de rir da nossa própria desgraça (qualidade dos brazuca), mas venha cá, arrumem uma relojoaria que patrocine o senhor bandeirinha, no qual não sei o nome, mas que lance horrendo, fala sério, qualquer lúcido pode ver o lance, vê o impedimento claríssimo, só o senhor arruma treta, conhecido como Sandro M. Ricci e seus devidos auxiliares, não viram, apelando para o recurso até então “proibido” que é a imagem vista fora de campo, onde o “Gasparzinho” passa as informações por ponto eletrônico, causa alvoroço, briga, e proporcionando os zoeiros de ficar no “VALIDOU, NÃO VALIDOU, OLHA O GOL, NÃO FOI GOL, TA FEITO O GOL, ANULOOU” (famosa sátira feita da gafe do senhor Galvão Bueno nas Olimpíadas Rio 2016). Mas e aí, voltando ao assunto, o que tá certo e o que tá errado? Bom, eu não sou especialista em arbitragem, nem muito menos fiscal, mas o cruel seria validar aquele gol horroroso, impedidíssimo, no qual empataria o jogo, interferindo diretamente na ponta da tabela.

Alô palmeirense, não é ajuda de arbitragem (mesmo sendo “proibido”), Alô tricolores, agora cêis não fala “chora mais” né? E por favor flamenguistas, quando for contra vocês, não reclamem, eu nunca te pedi nada. E de uma vez por todas, menina CBF, pare de passar vergonha e assume logo que o futebol precisa de ajuda eletrônica e por favorzinho, dê uns cursos melhores para esses profissionais chamados árbitros, por que é um erro ridículo atrás do outro, fala sério.

Apita o árbitro, cartão amarelo para o torcedor hipócrita.

622_185f86d8-4dc6-3682-bd95-9722802f0fd41

E por favor, não me leve a sério, senhor leitor.

Comenta aí:
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Buffer this page