A temporada da NFL começou oficialmente nesta quarta feira com a abertura da Free Agency. E muitos times já movimentaram o mercado com contratações surpreendentes.

San Francisco 49ers v Houston Texans
John Lynch e Kyle Shanahan focaram em reforçar a defesa do time até o momento. (Foto: Tim Warner/Getty Images)

O GM Jonh Lynch adotou uma abordagem prudente e foi atrás de jogadores para reforçar a defesa. Fechou com o LB ex-Bucs Kwon Alexander, Fez um troca pelo Edge Dee Ford e renovou o contrato de Jimmie Ward. Além disso assinou com o RB Tevin Coleman para reforçar o ataque.

Claro que os torcedores queriam contratações mais badaladas, como Earl Thomas ou uma troca por Beckham Jr, Mas na Free Agency tem de ser trabalhar com cautela, senão pode ser mais prejudicial do que útil a uma franquia.

Dito isso, vou analisar rapidamente os principais movimentos do 49ers até agora:

Pass Rusher Dee Ford

Os 49ers adquiriram Dee Ford em uma troca com os Chiefs, por uma escolha de segunda rodada de 2020. Ford vem da melhor temporada de sua carreira onde obteve 13 sacks, 55 tackles e 7 fumbles forçados em 2018. Os 49ers fecharam um contrato de 87.5 Milhões de dólares por cinco anos com o jogador, segundo a ESPN.

Prós: Preenche uma grande necessidade, ele faz 28 anos na semana que vem, e é um Pass rusher veloz.

Contras: Ele tem um histórico de lesão nas costas e comete muitos offsides durante o jogo. Foram 12 na temporada passada, sendo a última uma que praticamente custou o título da AFC para os Chiefs.

Linebacker Kwon Alexander

A primeira contratação dos 49ers e surpreendeu a muitos, pelos relatos iniciais de um contrato bem gordo (que não foi tanto assim), e também por ele está voltando de uma lesão de ACL. Lynch investiu 54 Milhões de dólares por quatro anos no jovem linebacker.

Prós: Quando saudável, a sua velocidade faz dele uma máquina de tackles. Ele floresceu sendo um líder em Tampa Bay. Deve se alinhar ao lado de Warner por anos formando a dupla de linebackers dos 49ers. Vai executar um papel que Reuben Foster não foi capaz de cumprir.

Contras: Lesões de ACL são complicadas, por mais que as pessoas apliquem a recuperação completa, além de que Alexander perde muitos tackles durante os jogos. Os 49ers não podem errar aqui de novo, não depois de perder Reuben Foster e Malcolm Smith.

Running Back Tevin Coleman

Corridas rápidas e versáteis são obrigatórias para o esquema ofensivo de Kyle Shanahan, e Coleman tem a experiência necessária. Foram duas temporadas jogando com o Shanahan, na época que era coordenador dos Falcons. Coleman foi titular em 14 jogos em 2018, e mostrou que pode preencher a vaga de Mckinnon caso o mesmo não esteja 100% da lesão. Coleman também pode misturar-se a rotação com McKinno, Breida e/ou Mostert, que é o que os 49ers desejam.

Prós: Um contrato de dois anos e U$ 10 milhões é muito mais acessível do que os Niners pagariam pelo Bell. E relatos sugerem que foi feito um esforço de última hora para trazer o ex-Stellers. Versatilidade, familiaridade e experiência inicial fazem de Coleman um ajuste maravilhoso

Contras: Breida foi um dos primeiros a dar boas vindas a Coleman nas redes sociais, mas quão tenso será esse backfield com tantas opções. Vamos esperar e aguardar como Shanahan vai conduzir todos os RBs do time.

Cornerback Jimmie Ward

Ward testou o mercado e acabou renovando o seu contrato com o 49ers. Sabemos que as lesões são o grande problema na carreira de Ward, Desde que o 49ers o escolheu na primeira rodada em 2014. Contudo conhecem seu potencial melhor do que ninguém, portanto, um contrato de U$ 5 milhões por uma ano faz sentido. Lembrando que Ward recebeu U$ 8.5 milhões na temporada passada, onde perdeu 7 jogos por lesões.

Prós: Ele é o mais adequado para jogar na posição de Free Safety onde há uma necessidade do time, e deve competir com Adrian Colbert e DJ Reed por uma vaga de titular. Sua experiência para jogar no slot e de outside cornerback também é valiosa. Olha Pessoal, ele mostrou alguns flashes de talento, instintos e fisicalidade para lhe dar outra chance.

Contras: Lesões. Ele terminou na injury reserve em 4 de suas 5 temporadas. Fraturas no pé, ombro e antebraço, sem mencionar algumas concussões e quadríceps, não deixaram ele fazer boas temporadas. Tem a última chance de mostrar que é útil, senão fizer a sua passagem no 49ers vai ficar só na lembrança.

Vamos aguardar e ver se ainda teremos algumas contratações nos próximos dias.

Comenta aí:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here