Com a janela de inverno começando á todo vapor, vamos analisar os últimos reforços do Big 6 da Premier League. No entanto, nem todos foram bem, o que veremos a seguir.

Liverpool

Liverpool fez apenas 4 contratações. Todas cirurgicas. Chegaram Alisson, para resolver o problema no gol, KeitaFabinho para suprir a saída de Can, e Shaqiri, em uma oportunidade de mercado que o time não podia deixa passar. No entanto, o goleiro acumula alguns recordes no gol do Liverpool, com o time garantindo clean sheats atrpas de clean sheats. Compondo a defesa que faz um dos melhores inicio da história do clube. Apesar de duas falhas cruciais, ele segue em alta e se firma como um dos queridinhos da torcida.

Alisson Becker vem se tornando unanimidade na Premier League. No entanto, sofreu com algumas críticas recentemente com alguns chutes defensáveis que o arqueiro não salvou. Nada que tire os créditos de um dos melhores goleiros atualmente na Inglaterra. Créditos: Daily Star

Fabinho demorou a engrenar, mas nas últimas semanas vem recuperando a boa forma. Acumulando boas atuações e elogios da torcida e da imprensa. Terminou o ano em alta. Já Keita, quando joga, mostra ser dferenciado. No entanto, as lesões o atrapalham, o que prejudica seu ritmo, além de minar seu tempo em campo. É torcer para 2019 ser um ano melhor para ele. Por fim, Shaqiri. Que contratação foi o suíço. Contudo, diria eu que foi o grande ‘’steal’’ de todo o mercado. Por ter um acordo de saida em caso de despromoção, chegou ao clube ao preço de banana e logo se tornou o 12o jogador. Contribuindo com gols e assistencias cruciais para o time que disputa a liderança.

Xherdan Shaqiri engrenou no Liverpool. Após fracassos em Bayern e Internazionale, o suíço reencontrou seu futebol na Inglaterra. Foi um achado do Liverpool que deu certo, méritos a Klopp, que recomendou sua contratação. Créditos: Daily Mail

Arsenal

Arsenal de Unai Emery segue altos e baixos na Premier League. O quinto lugar na tabela pode enganar um pouco mas o time é bem incostante e sem padrão, muito por conta do rodizio promovido por Unai. Na janela, chegaram Sokratis, Lichtsteiner, ,Torreira Guendouzi . Dos que se deram bem, surgem Leno, que assumiu a titularidade do time e busca sua afirmação, Sokratis, pilar de uma defesa em constante mudança e Torreira, que chegou na Premier e tem números de um dos melhores da posição. Causando um impacto imenso no time e acumulando boas atuações. Lichtsteiner e Guendouzi ainda buscam um espaço maior no time.

Olha a cara de preocupação do suíço. É de se preocupar mesmo, Lichtsteiner não anda tendo boas atuações, jogou poucos jogos na temporada, ás vezes improvisado na zaga. No entanto, pode ainda mostrar seu valor na UEFA Europa League. Créditos: Daily Express

Manchester City

Guardiola tem em seu elenco um número bastante numeroso de bons jogadores no plantel, sendo difícil até achar espaço para todos eles. Ainda assim, o clube foi atrás de (poucas) peças para se reforçar. Assim, desembaracaram em Manchester: Mahrez e Sandler. O primeiro é um coringa de Guardiola, já tendo entrado em campo 27 vezes, feito 7 gols e dado 6 assistencias, assim, o argelino confirma seu bom inicio nos azuis de Manchester. Sandler, entrou em campo apenas 3 vezes e ainda busca um espaço maior no clube, sendo uma aposta para o futuro.

Mahrez fez história no Leicester City em 2015-16, sendo um dos principais nomes do esquadrão de Cláudio Ranieri. No entanto, seu desempenho nas outras temporadas caiu absurdamente. Quando ganhou chance com Guardiola, recuperou o bom futebol e logo será titular.

Chelsea

Sim, os londrinos contrataram um novo técnico, que implantou um sistema de jogo diferente do que estamos habituados á ver. Sarri trouxe seu antigo comandado do Napoli, o meia Jorginho. E se viu obrigado a repor a saída de Courtois para o Real Madrid. No entanto, foi com estilo, pois Kepa Arrizabalaga corresponde as expectativas. Ainda veio Kovacić por empréstimo e Robert Green á custo zero.

Kepa Arrizabalaga tem 15 clean sheets em 29 jogos, uma média boa, levando em conta que sofreu apenas 17 gols. Tem tudo para se tornar o melhor goleiro da Premier League em duas temporadas.

Everton

Devem estranhar o porque de eu falar dos azuis de Merseyside e não do Tottenham. A questão é que o Everton fez contratações que surpreenderam a Premier League. Porém, alguns não corresponderam tanto. Bernard veio á custo zero, já André Gomes Kurt Zouma vieram por empréstimo. Apenas Digne, Richarlison Yerry Mina vieram em definitivo. No entanto, o português não faz boas atuações e sempre é preterido no intervalo.

Richarlison tem sido sucesso constante na Inglaterra. Com boas atuações nessa temporada, o Pombo brasileiro tem 9 gols em 20 jogos, além de inúmeras convocações para a Seleção Brasileira de Futebol. No entanto, é nítido que ele some em grandes jogos, algo a se consertar.

 Manchester United

O texto se encerra com os reforços do maior clube inglês da história. Mesmo com a mudança no comando técnico, os reforços vieram na administração anterior. Fred, Grant Dalot foram indicações de José Mourinho. O brasileiro tem 1 gol em 15 jogos. Não se adaptou muito bem, á meu ver. Já o goleiro inglês no seu único jogo, foi bem exigido, mas não evitou a eliminação dos Red Devils perante ao Derby County na EFL Cup. No entanto, o português me parece ter sido o melhor que veio no ano passado. 11 jogos e 1 assistência, além de ser o melhor reserva da equipe.

Diogo Dalot veio por 22 milhões para ser o reserva imediato de Valencia na lateral-direita. Porém, o português é polivalente, podendo atuar também como zagueiro ou volante, como mostrou no jogo contra o Tottenham, no último domingo.
Comenta aí:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here