Em 1999 a a NFL conheceu o “The Greatest Show on Turf“, um ataque liderado pelo quarterback Kurt Warner, que levou o até então St. Louis Rams ao título do Super Bowl XXXIV, em cima do Tennessee Titans. Após um ano fantástico, Warner levou os Rams a vencer 13 jogos na temporada regular e acabou sendo eleito o MVP da temporada. Assim, no ano de 1999 foi a última vez em que a equipe do MVP levantou o troféu Vince Lombardi. Desde então, grandes jogadores conquistaram a honraria de ser o melhor jogador da temporada, porém ninguém conseguiu levar seu time ao título.

Com o fim da temporada regular de 2018 e com o Super Bowl LIII cada vez mais próximos vemos Patrick Mahomes como o favorito a levar o prêmio para sua casa, mas será que ele conseguirá acabar com a escrita? Desse modo, farei uma série de textos contando sobre todos os MVPs desde a temporada de 2000 e  sobre a história de cada um e até onde eles conseguiram levar suas equipes naquela temporada. Depois dessa pequena introdução, vamos começar!

Temporada de 2000 – Marshall Faulk/St. Louis Rams.

Quis o destino que o prêmio de MVP ficasse em St. Louis por 3 temporadas consecutivas. Após Kurt Warner levar a honraria em 1999, seu running back levou o prêmio na temporada seguinte. Em 2000, Faulk foi o principal jogador do atual campeão. Contudo, a equipe de St. Louis não conseguiu repetir o mesma consistência do ano anterior.

Se na temporada de 1999 os Rams conquistaram 13 vitórias e foram o melhor time da NFC, em 2000 esse número caiu para 10 e a equipe foi sexta melhor em sua conferência. Assim, os Rams iriam disputar a rodada de wild card. E foi nessa partida de wild card que os Rams caíram na temporada, uma derrota dolorosa para os Saints, pelo placar de 31×28. Portanto, os números conquistados por Faulk foram fundamentais para levar sua equipe até esse ponto na temporada. No total foram 2.189(1359 terrestres) jardas de scrimmage e 26(18 terrestres) touchdowns totais.

Faulk entrou para o “Pro Football Hall of Fame” em 2011 e foi por 3 vezes o jogador ofensivo da temporada(1999, 2000, 2001). Foto: Damian Strohmeyer/Sports Illustrated.

Temporada de 2001 – Kurt Warter/St. Louis Rams

Em 2001 o “The Greatest Show on Turf” novamente teve um prêmio de MVP, pelo terceiro ano consecutivo. Se no ano anterior Marshall Faulk levou o prêmio, dessa vez Kurt Warner voltou a atuar em altissímo nível e levou o prêmio pela segunda vez. Dessa vez a equipe teve uma campanha na temporada regular superior a da conquista do título em 99, foram 14 vitórias em 16 jogos. Portanto, novamente com a melhor campanha da NFC os Rams eram favoritos a conquistar o Super Bowl.

Após vencer os Packers no divisional round e os Eagles nas finais de conferência, mais uma vez os Rams chegavam ao maior palco da NFL. Dessa forma, eles eram os favoritos contra um New Englando Patriots jogando com seu quarterback reserva. No começo da temporada Drew Bledsoe sofreu uma grave lesão e o jovem Tom Brady levou a equipe de Foxborough ao Super Bowl. E para a tristeza de Warner e dos torcedores dos Rams foi alí que começou a dinastia dos Patriots na liga. Com um chute de 48 jardas de Adam Vinatieri, a equipe de Brady levou o título por 20×17. Contudo, a temporada de Kurt Warner foi uma das melhores para um quarterback, os números foram impressionantes. Warner passou para 4.830 jardas, 36 touchdowns e 22 interceptações, com um rating de 101.4.

Warner levou os Rams a melhor campanha da temporada regular e também para 2 Super Bowls em 3 anos. Foto: Getty Images

Temporada de 2002 – Rich Gannon/Oakland Raiders

Após 3 anos do prêmio ficar em St. Louis, ele atravessou os Estados Unidos e foi para na Califórnia, mais precisamente em Oakland. Em sua 14ª temporada e em seu quarta equipe na liga, Rich Gannon conduziu os Raiders a melhor campanha da AFC. Assim, com 11 vitórias e 5 derrotas a equipe de Gannon e Jerry Rice era o favorito a chegar ao Super Bowl. E após derrotar o New York Jets e o Tenneessee Titans os Raiders chegaram a final da NFL após 21 anos. O adversário? o Tampa Bay Buccaneers de Jon Gruden.

Contudo, o que se viu durante a partida foi um massacre defensivo por parte da equipe de Tampa. Gannon teve 5 interceptações (3 retornadas para touchdown) e os Buccaneers levaram o Vince Lombardi para casa vencedo por 48×21. Apesar do excelente desempenho do quarterback dos Raiders na temporada regular, sua atuação no Super Bowl não foi suficiente para vencer uma das melhores defesas da história. Entretanto, os números de Gannon não pode ser menosprezados. No total ele passou para 4.689 jardas, 26 touchdowns e 10 interceptações, com um rating de 97.2.

Gannon levou o prêmio de MVP aos 36 anos de idade, sendo um dos mais velhos a conquistarem o prêmio. Foto: Jed Jacobsohn/Getty Images)

Temporada de 2003 – Peyton Manning/Indianapolis Colts e Steve McNair/Tenneessee Titans

A temporada de 2003 foi atípica na premiação para o melhor jogador da temporada. Pela primeira vez na era Super Bowl o prêmio foi dado a dois jogadores. Assim, Steve McNair dos Titans e Peyton Manning dos Colts, ambos quarterbacks, ficaram com a honraria. Dessa forma, com dois jogadores sendo MVPs, as chances do vencedor do prêmio levar sua equipe ao titulo dobrariam, correto? Mas também não foi desa vez.

Tanto Manning quanto McNair levaram suas equipes a campanhas identicas na temporada regular, 12 vitórias e 4 derrotas. Porém, pelo confronto direto, os Colts ficaram a frente dos Titans na classificação para a pós-temporada. Contudo, as esquipes não ficaram entre as duas melhores da conferência e teriam que disputar a rodada de wild card.

E dessa forma, ambos saíram vitoriosos de suas partidas, os Colts amassaram os Broncos por 41×10 e os Titans passaram apertados pelos Ravens 20×17. No round de divisão, os Colts enfretaram os Chiefs fora de casa e conseguiram avançar em cima do segundo time de melhor campanha na conferência, pelo palcar de 38×31. Já os Titans caíram para os Patriots de Tom Brady no Gillete Stadium pelo apertado placar de 17×14. Dessa forma, pela primeira vez na história Manning e Brady se enfrentariam nos playoffs. Contudo, os Patriots fizeram valer seu mando de campo e avançaram para o Super Bowl por 24×14.

Apesar de não terem chegado a grande final, os números de Mcnair e Manning foram excepcionais na temporada de 2003. O quarterback dos Titans teve seu maior rating e passes para touchdown na carreira. Desse modo, no total foram 3.215 jardas, 24 touchdowns e 7 interceptações, com um rating de 100.4. Além de outras 138 jardas terrestres e outros 4 touchdowns correndo com a bola. Já, Peyton Manning passou para 4.267 jardas, 29 touchdowns e 10 interceptações com um rating de 99. Portanto, realmente ficou dificil decidir quem foi o melhor durante a temporada regular.

Após o ano de 2003 nenhuma outra vez dois jogadores dividiram o prêmio de MVP na NFL. E muito provavelmente isso não acontecerá tão cedo. Foto: Reprodução/Twitter

 

Comenta aí:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here