A produtividade do milho no Brasil está em baixa em dez anos

O mau tempo reduziu a segunda safra de milho no centro-sul do Brasil a uma baixa de dez anos.

De acordo com a Reuters, os agricultores brasileiros esperam colher 51,6 milhões de toneladas, muito menos do que as 19,5 milhões que trouxeram na safra passada, já que a seca e as geadas devastaram grande parte da safra.

“A quebra da safra de milho de 2021, que foi plantada tarde demais devido à colheita da soja, foi resultado da falta de chuvas na maioria das áreas que produziram nos meses de abril e maio”, diz Agrural, uma consultoria brasileira de agroindústria. “As geadas que começaram no final de junho duraram até agora, reduzindo a produtividade e causando problemas de qualidade.”

A segunda safra estragada de milho afetou as perspectivas de exportação do Brasil e aumentou a demanda por importações de milho. O clima frio e úmido nas semanas anteriores limitou as velocidades de colheita dos agricultores, com os agricultores colhendo 46 por cento do milho no centro-sul do Brasil na última quinta-feira, ante 61 por cento colhidos na mesma área em 2020. O milho é plantado após a colheita da segunda soja e é a principal safra de milho do país. Isso é 70-75 por cento da produção total em um determinado ano.

READ  A foto mostra o presidente do Brasil não vacinado comendo pizza na calçada da cidade de Nova York, onde pessoas não vacinadas são proibidas de comer em ambientes fechados.

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top