No primeiro clássico sem Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, desde 2007, não houve dúvidas: só deu Barcelona. Os gols de Coutinho, Vidal e o hat-trick de Suárez deram a vitória para os times da casa, que ainda viram os rivais diminuírem com Marcelo. E para dar ainda mais cor para o primeiro embate entre os blaugranas e merengues, os torcedores receberam os jogadores no Camp Nou com o mosaico “Nós colorimos o futebol”.

Vivendo uma crise complicada, o Real Madrid entrou em campo até esperançoso, mas acabou refletindo todos os problemas que enfrentam no resultado. A situação era tão grave que Lopetegui foi demitido nesta segunda-feira. Lembrando que o técnico foi destituído do comando da Seleção Espanhola ainda durante a preparação para a Copa do Mundo quando afirmou que iria assumir o time madrilenho.

Maestria Catalã

O jogo começou com bastante cautela de parte dos donos da casa, com marcação constante, pressionando os adversários. Mesmo assim, foi do Real a primeira chance perdida, com um chute de Benzema aos 8′. Mas não demorou muito para que o placar mudasse de figura. Jordi Alba recebeu um passe na medida de Rakitic, chegou com velocidade na área tocando para Coutinho abrir o placar aos 12′, 1 a 0.

E o gol pareceu ter afetado os merengues. A apática atuação abria espaço para os craques do Camp Nou, a começar por Arthur, um dos nomes mais exaltados da partida. Mas, se você prefere se basear por dados, aos 19 minutos, a posse de bola blaugrana já era de 70%. Aos 27′, a queda de Suárez dentro da área pelo zagueiro Varane fez o juiz consultar o VAR. Penalidade marcada e cobrança convertida pelo uruguaio, com sucesso, 2 a 0.

O Barcelona continuou atrás do terceiro gol no primeiro tempo, mas sem sucesso. A equipe continuava ofensiva e não dava abertura alguma para os jogadores do Madrid.

Mais e mais Barça

O Real Madrid voltou à campo disposto a recuperar o tempo perdido e fazer por merecer os títulos que recebeu nos últimos anos. Funcionou. Aos 4′ um cruzamento de Isco na área deixou Marcelo sozinho, vencendo Piqué, e chutando bonito para marcar, 2 a 1. E o empate até pareceu questão de oportunidade. Sérgio Ramos e Benzema, que colocou uma bola na trave, tiveram grandes chances de fazer o segundo perdidas.

E não foram só oportunidades dó o time madrilenho, não. Com um passe de Sergi Roberto, Suárez arriscou e parou no poste esquerdo de Courtois. O jogo pegava fogo e as chances chegavam por todos os lados. Por falar em Sergi e Suárez, aos 29′ eles aprontaram novamente. O meia recebeu de Dembelé, deu um passe na medida para Suárez, que cabeceou direto para o gol, 3 a 1.

Goleada para torcedor nenhum botar defeito

Apesar de um chute bem colocado de Asensio, o Real sentiu o baque e, mais uma vez, só deu Barça. Em um erro de Ramos, Sergi Roberto mais uma vez serviu Suárez, que cavou a bola, sem chances para a defesa de Courtois, 4 a 1.

Mas não ficou por isso não. Muito aplaudido pela torcida, Arthur deu lugar a Vidal. E o chileno não perdeu a oportunidade de deixar o dele. Dois minutos após sua entrada, o meia recebeu na área e cabeceou para deixar o seu, 5 a 1.

As duas equipes bem que tentaram modificar o placar nos minutos finais, mas a vitória larga estava decretada.

Clássico dos sulamericanos

Brasil, Uruguai e Chile. Os decisores do confronto nasceram muito longe de onde jogam atualmente. E isso tem se tornado cada vez mais constante nos principais campeonatos de futebol do mundo. Isso sem contar que o argentino Lionel Messi estava apenas nos camarotes.

Por falar nestes jogadores, Arthur, desde que chegou às terras catalãs, e presença constante nas manchetes dos principais periódicos e sites de notícia. O ElPais classificou o meiocampista de “peça chave”. O jornal Sport publicou uma notícia chamando-o de “imperial”. E como se fosse pouco, já está sendo comparado ao craque Xavi.

“Você percebe que Arthur é um jogador diferente, e, sobretudo, sente e entende o jogo do Barça” – Andrés Iniesta

Três vezes ele

Quem está vivendo um misto de felicidade é Luisito Suárez. No último dia 23 de outubro nasceu Lautaro, terceiro filho do craque. Coincidentemente, nesse ‘El Clásico’ marcou três gols, sempre comemorados chupando o dedo, em homenagem ao novo membro da família.

“Fazer um ‘hat-trick’ no Real Madrid é algo que nunca esquecerei. E nesta semana, me tornei pai pela terceira vez. Estou muito feliz” – Luis Suárez

Próximos confrontos

Com a vitória, o Barcelona retoma a liderança na La Liga, com dois pontos de diferença do Atlético de Madrid. Já o Real Madrid caiu para a oitava colocação e espera a definição do novo técnico.

A semana dos blaugranas deve ser cheia. Nesta quarta-feira tem confronto contra a Cultural Leonesa pela Copa del Rey. No sábado a equipe enfrenta o Rayo Vallecano no Campeonato Espanhol. E na próxima terça-feira, a partida de volta contra a Inter de Milão pela Champions League no último jogo o time espanhol venceu por 2 a 0. Todos fora de casa.

Comenta aí:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here