Iniciar a Champions League vencendo com solidez era tudo o que o Barcelona precisava para voltar a sonhar com o título. E foi justamente isso que os torcedores presentes nesta terça-feira, 18, no Camp Nou, viram. Com um hat-trick de Lionel Messi, um gol de Dembélé e um muro formado por Ter Stegen, o PSV Eindhoven viu o favoritismo se concretizar. O resultado largo já coloca a equipe catalã na liderança do Grupo B.

Os gols do craque marcaram o time holandês como a trigésima vítima do camisa ‘10’ na Liga dos Campeões.

Encontrando os espaços

Barcelona – Foto: Miguel Ruiz/FCBarcelona.com

Como de praxe, o Barça começou o primeiro tempo valorizando a posse de bola e a troca de passes. Já o PSV optou por priorizar a defesa e se dispôs a sair no contra-ataque quando surgia uma oportunidade. Achando brechas nas laterais, Sergi Roberto e Jordi Alba foram muito acionados, criando boas jogadas e partindo para cima. Com passes na medida, faltava pouco para sair o gol, principalmente dos pés de Suárez, que chegava com perigo.

O torcedor já estava agoniado de tantos “quases” e a finalização perfeita não chegava. Mas foi então que aos 30’ uma falta cometida por Viergever deixou Messi do jeitinho que ele gosta. Concentração, foco e os passos que antecederam o chute já sabiam que a bola seria indefensável para Zoet. O craque ajeitou a redonda e cobrou a falta perfeitamente, 1 a 0.

E os donos da casa não deixaram por isso. O jogo prosseguiu com várias tentativas de ampliar ainda mais o placar.

E da-lhe Barcelona

A segunda etapa começou com total domínio catalão. O PSV até chegou perto em um cruzamento de Bergwijn para Lozano logo no 1’, mas Ter Stegen saltou para dar um soco na bola e afastar o perigo. Mas só deu Barça! Suárez e Coutinho eram os mais presentes em tentativas próximas à área. Apesar disso, quem se deu bem foi o camisa 11. Dembélé se livrou da marcação, carregou a bola e chutou no canto direito para ampliar, 2 a 0, aos 29’.

Ousmane Dembélé e Jordi Alba – Foto: Reprodução/Twitter @fcbarcelona

Um dia de Messi

E não foi só isso não. Logo aos 30’ o ET voltou a fazer das suas. Em um passe sensacional de Rakitic, Messi aproveitou a chance e marcou o terceiro, 3 a 0. O jogo parecia tranquilo até que o zagueiro Umtiti deixou o corpo, impedindo a passagem de Lozano. O juizão estava perto do lance e não perdoou o francês dando o segundo amarelo e expulsando o jogador. Com um a menos, Coutinho foi substituído por Lenglet para servir a retranca blaugrana.

O time holandês foi para cima, beneficiando-se da vantagem. Lozano recebeu um passe venenoso e bateu forte para o fundo da rede. Ele só não contava com a mão levantada do bandeirinha, sinalizando o impedimento, aos 37’. Mas sabe aquela máxima do futebol que diz “Quem não faz, leva”? Foi isso mesmo que aconteceu. Suárez enfia a bola para Messi, que bateu a bola com carinho no pé direito para fechar a conta para o Barcelona, 4 a 0, aos 42’.

Recorde atrás de recorde

Lionel Messi – Foto: Victor Salgado/FCBarcelona.com

O primeiro gol da partida colocou o argentino como o maior artilheiro da história da fase de grupos da Champions League. E depois de alguns jogos sem brilhar, Messi mostra que na hora da decisão pode contar com ele. Com o hat-trick, ele se tornou o jogador com mais feitos na liga tirando Cristiano Ronaldo do topo da lista. Um monstro!

“Messi faz coisas extraordinárias e as torna rotina” – Ernesto Valverde


Mais do Grupo B

Além do jogo entre Barcelona e PSV Eindhoven, Internazionale de Milão recebia o Tottenham em casa. A equipe inglesa até saiu na frente no placar, mas os italianos conseguiram a virada, Inter 2, Tottenham 1.

Os quatro times voltarão em campo para a segunda rodada da Champions League no dia 3 de outubro, às 16h. Enquanto o PSV recebe a Inter em Casa, o Barcelona volta ao Estádio Wembley, desta vez para o confronto contra o Tottenham.

Comenta aí:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here