Brasil aprova ensaio clínico da vacina Sanofi Basher

O logotipo da Sanofi aparece durante a coletiva de imprensa anual de encerramento da empresa em 6 de fevereiro de 2020 em Paris, França. REUTERS / Benoit Tessier

BRASÍLIA, 6 de julho (Reuters) – A agência reguladora de saúde brasileira Anvisa aprovou e aprovou nesta terça-feira o novo ensaio clínico de uma candidata à vacina Covit-19, desenvolvida e testada pela Sanofi Basher, divisão de vacinas da farmacêutica francesa Sanofi.

A Anvisa disse que a vacina será uma vacina de ‘próxima geração’ usando tecnologias de MRNA e será usada nas Fases 1 e 2 da clínica, que será usada por cerca de 150 voluntários no Brasil.

As vacinas candidatas geralmente precisam provar sua eficácia e segurança em estudos terciários envolvendo milhares de pessoas antes que os fabricantes possam obter uma licença para uso generalizado.

A tecnologia MRNA já foi comprovada em empregos Pfizer (PFEN) e Modern (MRNAO) Govt-19.

O estudo pretende utilizar duas doses com intervalo de 21 dias e será realizado nos estados da Bahia, Minas Gerais, Mado Grosso do Sul e Rio de Janeiro, informou a Anvisa.

Os testes da Fase 1/2 também devem ocorrer nos Estados Unidos, Honduras e Austrália.

O caso COVID-19 e o número de mortos no Brasil estão aumentando, mas o país ainda está atrasado na vacinação de sua população, e alegações de corrupção contra o presidente Jair Bolsanaro no processo de aquisição surgiram recentemente. consulte Mais informação

O número de mortos no Brasil de mais de 525.000 é o segundo maior do mundo depois dos Estados Unidos.

Jamie McGeever e Ana Mano editando reportagem de Peter Graf

Nossos padrões: Princípios da Fundação Thomson Reuters.

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top