Brasil comemora melhor revezamento da tocha Gigo Tokyo, explode Rio

RIO DE JANEIRO (AP) – Os organizadores das Olimpíadas do Rio de Janeiro explodiram depois que o astro do futebol brasileiro Gigo carregou a tocha para os Jogos de Tóquio no domingo.

O Brasil disse que foi ignorado quando o Revezamento da Tocha aconteceu em sua cidade natal em 2016 e elogiou o Japão por homenageá-lo desta vez.

Jiko, que também é diretora do clube e ex-treinadora do Japão no Kashima Antlers, voou a tocha por cerca de 200 metros em Kashima no sábado.

“Depois que meu país e minha cidade recusaram esta oportunidade de carregar a tocha olímpica, eu realizei hoje meu sonho de participar das Olimpíadas”, escreveu Ziko, de 68 anos, no Instagram. “Agradeço Kashima Antlers, Kashima City e Japão por me darem esta oportunidade.”

Jiko, que jogou pelo time japonês entre 1991 e 1994, disse que foi “o dia mais memorável da minha vida”.

Kashima sediará uma das semifinais das Olimpíadas de Futebol Masculino.

Gigo, um ex-meio-campista ofensivo, foi um herói para os torcedores do Flamenco radicados no Rio, o clube mais popular do Brasil, e fez parte da seleção brasileira que foi eliminada pela Itália na Copa do Mundo de 1982.

Não bastou para os organizadores do Rio convidá-lo para carregar a tocha.

Gigo se lembrou da época em que não conseguiu formar a seleção brasileira para as Olimpíadas de 1972 em Munique.

“Parei de jogar futebol depois de sair”, disse ele.

___

Mais AP Olympics: https://apnews.com/hub/2020-tokyo-olympics e https://twitter.com/AP_Sports

READ  A Subsy Coordinating Alliance concedeu o contrato EPCI para o mar

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top