Brasil convidado a aderir aos códigos de boas práticas da OCDE – MercoPress

O Brasil foi chamado a aderir aos códigos de boas práticas da OCDE

Sábado, 14 de maio de 2022 – 08:33 UTC


O Brasil se tornará o primeiro membro não-OCDE a aderir a esses padrões internacionais

Autoridades econômicas brasileiras anunciaram na sexta-feira que a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) pediu ao Conselho que aderisse tanto ao código de liberalização de movimentos de capitais quanto ao código de liberalização de atividades correntes abstratas.

De acordo com o Banco Central do Brasil, o código de liberalização dos movimentos de capitais é definido como “o padrão de atuação ética nos fluxos financeiros internacionais, incluindo pagamentos, transferências, empréstimos, investimentos e compra e venda de moeda estrangeira”.

Por outro lado, o código para a liberalização de transações correntes abstratas refere-se a consultoria internacional, serviços jurídicos e de arquitetura.

“Os dois códigos de liberalização integram recomendações resultantes de décadas de pesquisa e se baseiam nos princípios de discriminação e transparência, entre outros”, destaca o Banco Central do Brasil.

Continuou dizendo que “o Brasil continua trabalhando na coordenação das práticas éticas para as boas práticas recomendadas pelos códigos”. Também destacou que a adesão de um país a esses códigos implica “um melhor entendimento de nosso marco regulatório, um custo menor em consonância com as especificidades do país e uma maior visão de proteção legal nas operações internacionais”.

O Ministério da Economia disse em comunicado que todos os membros da OCDE aderem a esses dois códigos. A partir de 2012, os países não membros também poderão cumprir.

O Brasil iniciou o processo de adesão à OCDE em 2017 e será o primeiro país não membro a seguir os dois códigos com o novo convite.

“Para consolidar as regras do código, medidas legislativas e regulatórias foram implementadas e estão considerando: delimitação do investimento estrangeiro na aviação; eliminação de requisitos mútuos no setor de seguros; eliminação da necessidade de um decreto presidencial que estabeleça filiais de empresas estrangeiras instituições financeiras; Aumento; A Lei de Câmbio e Capitais Internacionais (LCCI) e o Despacho sobre Impostos sobre Câmbios (IOF) estabeleceram uma redução gradual das alíquotas para zero”, explicou o ministério.

READ  Apple TV Plus transmite jogos de beisebol ao vivo, inclusive no Brasil

O ministério destacou que o cumprimento desses códigos pelo Brasil “está alinhado com a remoção de barreiras ao comércio e investimento internacional e ao melhor funcionamento do mercado de capitais”. (Fonte: Agência Brasil)

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back to top