Bridesco, um dos principais bancos do Brasil, deixa a Argentina – Mercopress

Prodesco, um dos principais bancos do Brasil, está deixando a Argentina

Segunda-feira, 20 de setembro de 2021 – 08:55 UTC


?? A Argentina se destaca como um mercado interessante e não há potencial de crescimento para nossas operações ??, destacam os gerentes do banco.

O Prodesco, segundo maior banco privado do Brasil, suspende operações na Argentina. Um banco comercial afiliado principalmente a corporações e negócios estrangeiros, o Prodesco se junta a uma longa lista de empresas que deixaram de fazer negócios ou deixaram a Argentina.

Segundo o Sindicato dos Bancários Argentinos, o banco se recusou a vender sua carteira de clientes ou sua licença e, portanto, ignorou os interessados, mas o Prodesco exigiu que deixasse a Argentina há dois meses. ?? Não é uma tarefa fácil, mas já começou e o fim é certo. A Argentina se destaca como um mercado interessante e não há potencial de crescimento para nossas operações ??, destacam os gerentes do banco.

O Pradesco é um dos grupos financeiros de melhor desempenho no Brasil desde 1943, atrás apenas do Ida Unico e do Banco du Brasil, e o terceiro maior dólar americano da América do Sul com as classificações da S&P.

O Prodesco Argentina foi iniciado em 2000 como uma subsidiária do Bradesco Brasil, voltado para empresas e multinacionais argentinas e brasileiras. No momento, ?? A Argentina oferece a segunda economia mais forte da América do Sul e as melhores oportunidades de negócios ”, disse sua web em Buenos Aires. Atualmente, o Prodesco é um ?? O resto ?? O banco teve seus baixos retornos.

De qualquer forma, no meio financeiro o nome do Bradesco é interessante e se junta a outras grandes empresas no processo de saída ou abandono da Argentina, como a varejista chilena Falabella, Ladam Argentina, Walmart e a farmacêutica americana Eli Lilly.

READ  Qualificatórias para a WCup Brasil x Colômbia, Argentina x Uruguai | Esportes

A saída foi o resultado de um ambiente hostil na Argentina, que refletiu uma queda acentuada no investimento estrangeiro direto no ano passado, de apenas US $ 4.100 milhões.

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top