Dezenas de mortos, talvez mais de 1.000 desaparecidos após as enchentes na Alemanha

Pelo menos 50 pessoas foram mortas e mais de 1.000 estão desaparecidas depois Inundações na Alemanha As autoridades disseram que os rios inundaram suas margens, varreram carros e causaram o desabamento de casas na quinta-feira.

O governo da região de Arweiler, no estado de Renânia-Palatinado, disse que até 1.300 pessoas estão desaparecidas.

A Associated Press informou que autoridades disseram que pelo menos 30 pessoas morreram na Renânia do Norte-Vestfália e 28 no estado vizinho de Renânia-Palatinado, ao sul.

Tempestades causaram enchentes mortais na Bélgica, com a mídia relatando oito mortes. Luxemburgo e Holanda também foram atingidos por inundações.

Na Alemanha, chuvas torrenciais e tempestades prenderam pessoas nos telhados, e as autoridades usaram barcos de borracha e helicópteros para identificar e resgatar os moradores. O exército alemão implantou seus soldados para ajudar na operação.

A chanceler alemã, Angela Merkel, que esteve em Washington, DC na quinta-feira Para encontrar o presidente dos EUA, Joe BidenA situação, disse ele, foi “marcada pelo medo, desespero e sofrimento”.

Ela disse que centenas de milhares de pessoas enfrentaram desastres e casas tornaram-se armadilhas mortais.

“Minhas condolências e coração a todos aqueles que perderam entes queridos neste desastre, ou que ainda estão preocupados com o destino das pessoas desaparecidas”, disse ela.

Biden também expressou suas condolências e condolências ao povo americano pelas pessoas afetadas pelas enchentes na Alemanha e em outros países.

Em Schuld, localizado em Ahrweiler, Edgar Gilsen disse que a devastação “foi simplesmente catastrófica”.

“Todas essas pessoas que moram aqui, eu conheço todas elas”, disse Gilsen, 65, à Reuters. “Sinto muito por eles, eles perderam tudo. Tudo o que têm é o que têm – tudo se foi.” “Um amigo tinha uma oficina lá, nada parado. A padaria, o açougue, acabou. É assustador. Inimaginável.”

READ  Dados preliminares mostram partido pró-Ocidente vencendo as eleições moldavas

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que seus pensamentos estão com as pessoas afetadas pelas enchentes na Alemanha, Bélgica, Luxemburgo e Holanda, e que a União Europeia está pronta para ajudar.

Na Bélgica, o rio Vesdre esmagou suas margens e enviou torrentes de água pelas ruas de Pepinster, perto de Liège, cuja força destrutiva destruiu alguns edifícios.

A Comissão Europeia disse que a França enviou um helicóptero e uma equipe de resgate à Bélgica para ajudar as autoridades locais, e a Itália e a Áustria ofereceram equipes de resgate nas inundações.

Associated Press E a Reuters Contribuído.

Menno Lange

"Geek da Internet. Entusiasta da comida. Pensador. Praticante de cerveja. Especialista em bacon. Viciado em música. Viajante."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top