Gilbert Burns x Brasil. Khamzat quer a partida principal em Chimaev

Alguns dos melhores soldadores do UFC podem ter feito um matchmaking por conta própria.

Na noite de segunda-feira, o ex-desafiante ao título Gilbert Burns respondeu a uma ligação de Comsad Simeov para o presidente do UFC, Dana White.

Recentemente em seu canal no YouTube, Simeov (10-0 MMA, 4-0 UFC) citou o nome de Burns entre os lutadores que falaram dele, mas não quis entrar no octógono com ele. “Como meu treinador é brasileiro, sou mais brasileiro do que ele”, continuou. Simeov também disse que gostaria de ver uma possível partida no Brasil.

Burns (19-4 MMA, 12-4 UFC), que não competiu no UFC 264 após decisão unânime contra Stephen Thompson, respondeu às declarações de Chimaev nas redes sociais.

“Dana White, estou inteiro”, escreveu Burns Twitter. Ele convocou uma partida principal de cinco rodadas no Brasil com Simeov, que estava de acordo com os desejos da estrela em ascensão invicta.

Assim que Burns postou sua declaração no Twitter, Simeov respondeu com vários emojis “100%” com seu selo de aprovação.

Simeov jogou pela última vez no UFC 267, onde terminou seu terceiro round seguido em seu retorno de uma intensa competição com Kovit-19. Algumas semanas depois, ele participou de uma luta livre contra Jack Hermanson, vencendo por pontos.

Burns disse que dividirá a gaiola com Simeov no passado, mas o barco ainda não se encaixou.

READ  Brasil registra 13.957 novos casos Covid-19 - últimas atualizações

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back to top