Hora de zarpar

Falarei aqui sobre os nomes que o Cruzeiro tem que negociar ou dispensar no ano de 2019, jogadores que nos tiraram do sério esse ano, e que tiveram altos investimentos por parte da diretoria celeste. Bom então chega de delongas e vamos lá dar nomes aos bois.

Ezequiel

Lateral direito que veio do Criciúma, Ezequiel chegou na toca da raposa em julho de 2017, e pouco acrescentou quando foi solicitado, com um futebol fraco, o torcedor cruzeirense sofreu ao ver o futebol desse lateral durante as partidas, tirando as vezes que literalmente tomou bola nas costas e sofremos gols por isso. Ezequiel é um que não deixará saudades quando partir.

Ezequiel tem 1 gol com a camisa celeste em 70 partidas, foi campeão da Copa do Brasil 2017 e 2018, e do Campeonato Mineiro 2018.

Ezequiel pouco acrescentou nesse tempo em que está no Cruzeiro. Imagem do site Portal UAI

Marcelo Hermes

Seguimos falando das laterais do Cruzeiro, temos agora o lateral esquerdo Marcelo Hermes, contratado no inicio do ano em empréstimo junto ao Benfica de Portugal, Marcelo veio para fazer sombra no Egídio, más não funcionou, o jogador até começou bem fazendo um golaço no Campeonato Mineiro contra o Democrata de Governador Valadares, más ficou nisso, muito pouco futebol apresentado nas chances posteriores que teve.

Marcelo Hermes tem 17 jogos pela raposa e apenas 1 gol, foi campeão mineiro em 2018 e campeão da Copa do Brasil 2018.

Marcelo Hermes começou até bem, más depois seu futebol sumiu. Imagem do site oficial do Cruzeiro Foto: Bruno Haddad

Manoel

Após fazer grande temporada pelo Atlético-PR, onde até entrou na seleção do Campeonato Brasileiro 2013, o Cruzeiro se interessou e contratou o zagueiro em junho de 2014. Jogar naquele time majestoso campeão brasileiro de 2013 e posteriormente bi-campeão brasileiro em 2014 não seria tarefa fácil, mas com a lesão do zagueiro Dedé a chance veio, Manoel virou um verdadeiro xerife da zaga cruzeirense, vezes ao lado do Léo ou do Bruno Rodrigo; o zagueiro teve seus ótimos momentos com a camisa azul, más como nada que é bom dura para sempre o futebol do zagueiro foi decaindo.

Acredito que seu ciclo com a camisa celeste tenha acabado, Manoel nos últimos tempos tem acumulado varias falhas de marcação que muita das vezes nos custou caro.

Manoel tem 144 jogos com a camisa do Cruzeiro, 7 gols; campeão Brasileiro em 2014, campeão da Copa do Brasil 2017 e 2018, e campeão Mineiro 2018.

Manoel viveu grandes momentos com a camisa celeste, más creio que seu ciclo chegou ao fim. Imagem do site Globo Esporte

Ariel Cabral

Argentino, com ótimo passe e de talento, assim chegou Ariel Cabral em agosto de 2015 na toca da raposa; vindo do Vélez Sarsfield-ARG, o argentino teve seus altos e baixos, foi titular em vários momentos principalmente naqueles limitados elencos de 2015 e 2016.

Ariel fez sim muitas partidas boas pelo Cruzeiro, ao lado de Arrascaeta na armação várias vezes deram trabalho para as defesas adversarias, más o camisa 5 nunca conseguiu manter o padrão, sendo assim perdeu a titularidade com tempo.

O argentino não é de todo ruim de bola, porém é hora de buscar novos ares; que quem sabe até façam bem para o volante.

Ariel Cabral tem 139 partidas com 5 gols marcados, campeão da Copa do Brasil 2017 e 2018, e campeão Mineiro 2018.

É chegada á hora do camisa 5 procurar novos ares. Image do site Globo Esporte©

Bruno Silva

Atleta que veio do Botafogo, Bruno Silva chegou ao Cruzeiro para substituir o volante Hudson, que tinha retornado ao São Paulo após o fim do seu empréstimo. Bruno chegou ao clube celeste rodeado de expectativa devido ao seu alto valor, e ao campeonato  brasileiro excepcional que fez pelo clube do Rio em 2017; entrando até na seleção do campeonato.

Más nem tudo são flores, e Bruno Silva não justificou hora nenhuma o valor investido em sua contratação, amargou a reserva desde que chegou, e sempre quando entrava nunca correspondeu a altura. Bruno Silva é sim uma peça que o Cruzeiro tem que negociar no ano de 2019.

O meio campista tem pela raposa 33 partidas com 2 gols, foi campeão mineiro 2018 e da Copa do Brasil 2018.

Bruno Silva nunca justificou o alto valor investido. Imagem do site www.otempo.com.br

Mancuello

Contratação comemorada por parte da torcida celeste após ser anunciado, Mancuello foi outro caso que chegou cheio de expectativas pelo torcedor e pouco mostrou. O meia que veio do Flamengo jogou até bem suas partidas inicias, marcando gols e distribuindo a bola com certa habilidade; más do nada seu futebol sumiu, e com isso veio também as expulsões desnecessárias, só no brasileirão o meia amarga duas expulsões, Mancuello tem mais cartões vermelhos do que gols no brasileirão.

Não há muito o que falar do argentino, pois literalmente pouco acrescentou ao time nesse tempo na toca da raposa. É mais um que quando partir não deixará saudades.

Mancuello tem 37 jogos e 3 gols com a camisa azul, foi campeão mineiro 2018 e da Copa do Brasil 2018.

Argentino mostrou muito pouco futebol em sua passagem pelo Cruzeiro. Imagem do site flaresenha.com

Hernán Barcos

Seguindo a lista dos gringos, temos agora o atacante Barcos. O argentino chegou na toca durante a pausa para a Copa do Mundo, com status de goleador por onde passou, Barcos chegou ao clube celeste para suprir a falta de atacantes no elenco, devido as lesões de Fred e de Sassá.

Más não deu muito certo, o pirata como é conhecido ficou em um jejum de muitas partidas e perdeu muito gol feito, apesar de que fez os dois gols nos confrontos contra o Palmeiras pelas semis da Copa do Brasil que nos levaram as finais, Barcos mesmo sendo titular, na maioria dos jogos; não vingou com a camisa cinco estrelas e é outro que pode nos deixar em 2019.

Hernán Barcos tem 20 jogos com 3 gols marcados, foi campeão da Copa do Brasil 2018.

Barcos não conseguiu repetir sua fama de goleador com a camisa azul. Imagem do site Gazeta Esportiva

Rafael Sóbis

Com status de estrela e com razão, ídolo do Internacional e revelado pelo mesmo, Rafael Sóbis chegou em um momento de turbulência no Cruzeiro, time que flertava com a zona de rebaixamento no campeonato brasileiro de 2016, Sóbis chegou como uma esperança de gols e de chamar a responsabilidade para si e levar a equipe a voos mais altos.

Más entre altos e baixos, mais baixos do que altos, Sóbis nunca se firmou, chegou a ser titular em boa parte de 2017, devido ao Mano Menezes preferir o seu estilo de jogo ao do Ábila. Sóbis foi artilheiro da Copa do Brasil de 2017 mas nenhum gol contra os grandes, seus gols saíram mais nas fases iniciais da competição, contra equipes de mais deficiência técnica.

Rafael Sóbis estreou no dia 11.06.2016 contra o Atlético-PR, jogo em que o time celeste saiu derrotado por 3×0 no Mineirão.

Jogador com um grande investimento e um grande salario, más que não rende o esperado, seria interessante negocia-lo em 2019.

Rafael Sóbis tem 117 jogos com 28 gols marcados, foi campeão Mineiro 2018, e campeão da Copa do Brasil 2017 e 2018.

Hora de novos ares? Talvez sim. Imagem do site Torcedores.com

Observação

Bom chegamos ao final da lista, lembrando que é só a minha opinião e que até o presente momento não há nada definido publicamente pelo Cruzeiro Esporte Clube.

Comenta aí:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here