Lilium negocia importante pedido do Brasil

A Lillium, empresa iniciante dos táxis aéreos elétricos, diz que está em negociações com a companhia aérea brasileira Azul para vender 220 aeronaves elétricas por um total de US $ 1 bilhão. Este será o primeiro pedido da empresa no Brasil.

De acordo com a empresa alemã Oberpfaffenhofen, a Azul irá operar e manter a frota, fornecer aeronaves Lillium e, em seguida, peças de reposição e suprimentos – se um contrato de fornecimento for fechado. No entanto, as entregas não devem começar antes de 2025. “A aliança estratégica com a Azul e a ordem de aviação estão sujeitas à finalização dos termos do negócio e dos documentos pertinentes pelas partes”, escreve Lilium.

O anúncio fala sobre uma “rede co-branded”. Ele disse que gostaria de vincular “o site eVTOL exclusivo de Lillia” com o “conhecimento profundo do mercado brasileiro” da Azulin. Segundo o relatório, os voos domésticos para o Brasil transportam 100 milhões de passageiros por ano. Além das redes já anunciadas nos Estados Unidos e na Europa, espera-se que a rede de Táxis Aéreos no Brasil “leve a um aumento significativo de receita”.

Lillium quer abrir o capital no mercado de ações dos EUA ao se fundir com a aquisição da empresa Shell Quell. O negócio deve terminar em algumas semanas. O IPO tem como objetivo dar à empresa fácil acesso ao mercado de capitais, mas pode ser a salvação da empresa, segundo nota.

Em julho, a empresa revisou seu balanço patrimonial para 2019 e adicionou uma nota de risco para seu equilíbrio contínuo. Nele, Lilliam destaca que sem o próximo IPO dos EUA ou financiamento alternativo, não haverá caixa em dezembro de 2022.

Grandes encomendas potenciais do Brasil pouco antes da fusão aumentarão a confiança dos investidores. Também há duas mudanças de pessoal pouco antes do IPO esperado. Gabriel Tolidano, CEO da Keystone Strategy e Henry Kupron, fundador e presidente da Plane View Partners e ex-CEO da ILFC e Airbus North America, se juntarão à equipe.

READ  China vai aprovar pedidos de importação de carne bovina brasileira para certificação antes de 4 de setembro

Tolidano traz “mais de 30 anos de experiência em liderança em tecnologia, jogos e transformação digital em empresas Fortune 500”. Ele já trabalhou na Tesla, Microsoft e Oracle. Com a Corbron, a Lilium exige mais de 30 anos de experiência profissional, mas também na indústria de aviação. Também há uma conexão com o negócio da Azul: Corbyn foi anteriormente diretor de uma companhia aérea brasileira.

Sebastian Shawl, com uma declaração da Alemanha.

lilium.com

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top