Mercado brasileiro de PCs vê aumento de receita no primeiro trimestre de 2021

As vendas de PCs no Brasil tiveram aumento de 19,7% nos primeiros três meses do ano, enquanto a receita total do segmento cresceu 45,9%, para R $ 6,66 bilhões ($ 1,2 bilhão) no primeiro trimestre, de acordo com nova pesquisa da IDC, empresa de mercado de tecnologia empresa de inteligência. as informações.

A pesquisa indicou que cerca de 1.772.417 computadores foram vendidos durante o primeiro trimestre. Em termos de perfis de compradores, o maior aumento (24,4%) ocorreu no mercado corporativo, onde 681.930 computadores foram adquiridos em escritórios, segundo o IDC.

Os varejistas adquiriram 1.090.487 computadores, o que representa um crescimento de 17% com relação ao ano anterior. De acordo com um relatório do IDC, o setor de varejo tem visto um aumento na demanda resultante da rápida aceitação do trabalho e aprendizado em casa, bem como do entretenimento doméstico.

Segundo o analista, a demanda foi impulsionada por um movimento semelhante à tendência observada no início da pandemia Covid-19, com a demanda por laptops para trabalho remoto em alta. Além disso, a demanda dos setores de governo e educação permaneceu forte durante o primeiro trimestre.

Os consumidores brasileiros preferiram laptops aos desktops, de acordo com a pesquisa: De todos os PCs de consumo vendidos no Brasil no primeiro trimestre de 2021, 944.753 eram laptops e 145.734 desktops.

Os preços dos computadores no Brasil aumentaram 20% no primeiro trimestre, devido ao aumento do imposto estadual sobre a circulação de mercadorias, transporte e serviços de comunicação, indicou a pesquisa do IDC.

No primeiro trimestre de 2020, o preço médio de um computador desktop era de R $ 3.146 ($ 598) enquanto o preço de um notebook era de R $ 3.692 ($ 702). Nos primeiros três meses de 2021, os preços médios atingiram R $ 3.842 ($ 731) para desktops e R $ 4.450 ($ 847) para laptops, com alta de 22,1% e 20,5%, respectivamente, de acordo com o IDC Brasil.

READ  Procedimento de execução WPP: Parte 4 - Esquemas de suborno | Thomas Fox

De acordo com o IDC, a escassez de componentes foi um tema constante no setor no primeiro trimestre de 2021, afetando a disponibilidade do produto. A expectativa do analista é que a situação continue até o final deste ano, podendo se estender até 2022.

“[The lack of components] Isso não impede que o mercado continue crescendo, mas atrapalha o crescimento: por um lado, temos uma demanda muito forte e crescente, e por outro lado, vemos dificuldades de abastecimento, já que a produção global de componentes e microprocessadores ainda é muito penetrado ”, de acordo com Reinaldo Sakis, diretor de Pesquisa e Consultoria em aparelhos de consumo da IDC Brasil.

Swanhilda Müller

"Jogador. Introvertido. Solucionador de problemas. Criador. Pensador. Evangelista vitalício de alimentos. Defensor do álcool."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top