Por que o Brasil sempre esteve à frente das reuniões da Assembleia Geral da ONU

Líderes de todo o mundo, incluindo o primeiro-ministro indiano Narendra Modi, reuniram-se em Nova York para a 76ª Assembleia Geral das Nações Unidas (AGNU). A 76ª Assembleia Geral da ONU em Nova York começará em 21 de setembro e terminará em 27 de setembro. Inaugurando a Assembleia Geral da ONU, o presidente brasileiro Jair Bolsanaro discursou na 76ª sessão em 21 de setembro. Título do 76º Encontro da AGNU “Criando uma Recessão Eu espero me recuperar do Govt-19 e reconstruir de forma sustentável, responder às necessidades do planeta, respeitar os direitos das pessoas e reviver as Nações Unidas.

Endereço do Brasil na UNGA

Comentando o discurso do presidente brasileiro, o governo brasileiro disse: “Tradicionalmente, o Brasil abre a Assembleia Geral das Nações Unidas. Esta manhã, em seu discurso, o presidente airJairBolsonaro expressou o firme compromisso do governo brasileiro com o mundo”. em 1995, Brasil As Nações Unidas discursam pela primeira vez na Assembleia Geral, seguida pelos Estados Unidos. Após os dois primeiros discursos, a ordem dos palestrantes não foi ajustada e a ordem dos discursos dos vários líderes mundiais foi baseada em uma série de fatores, incluindo o nível de representação e a importância do palestrante.

O pré-pergaminho diz que a seqüência do primeiro texto da tradição da ONU remonta aos primeiros dias das Nações Unidas. Após o fim da Segunda Guerra Mundial, muitos países relutaram em falar às nações. Naquela época, o Brasil se ofereceu para ser o primeiro palestrante. Segundo o relatório, o principal diplomata do Brasil, Oswaldo Aranha, presidiu a primeira reunião da Assembleia Geral da ONU. Aranha foi eleito Presidente da Segunda Sessão da AGNU. Durante a 76ª AGNU, o presidente brasileiro Jair Bolsanaro se dirigiu à assembleia em 21 de setembro. Depois do Brasil, os Estados Unidos sempre se dirigem à Assembleia e, neste ano, o presidente dos EUA, Joe Biden, dirige-se à Assembleia Geral da ONU.

Dirigindo-se à AGNU, o presidente brasileiro Jair Bolzano rejeitou as alegações de que seu governo não estava lidando com a epidemia do governo, disse o AB. Durante seu discurso, Polsonaro mostrou os últimos dados que indicam baixo desmatamento na Amazônia. De acordo com o relatório da AB, o Presidente do Brasil violou a regra da Assembleia Geral ao participar da sessão sem tomar a vacina COVID-19.

READ  Shopee da FOCUS-Cingapura transforma o jogo no setor de e-commerce brasileiro

(Com entradas do AP)

Imagem: Twitter / @ govbrazil

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top