Após longos 10 anos ocorreu o fim da dinastia “Cristiano Ronaldo-Messi” no prêmio da FIFAModrić levou para a casa o troféu “The Best”, se juntando ao prêmio de Melhor jogador da Copa do Mundo e melhor da temporada européia. Afinal, a pergunta que fica, o fim da dinastia foi interrompida ou foi imposta?

Salah indiscutivelmente fez e melhor temporada de sua carreira. Disputando a Premier League, campeonato nacional mais badalado do planeta, ele foi o artilheiro da competição quebrando o récorde do próprio Cristiano Ronaldo. Assim também ajudou o Liverpool a chegar na final da UEFA Champions League e por uma infelicidade acabou se machucando e perdendo parte da Copa do Mundo.

Ao todo foram 52 jogos, 44 gols e 16 assistências, numero que deram a Cristiano Ronaldo e Messi o prêmio em temporadas anteriores.

Além da artilharia Mo Salah também foi eleito o melhor jogador da Premier League. Foto: Laurence Griffiths.

Modrić tevê uma excelente temporada pelo Real Madrid, foi um dos destaques na conquista da Champions League. Do mesmo modo aconteceu na Copa do Mundo, uma campanha que levou a modesta seleção croata a decisão. O protagonismo da seleção europeia foi dividido entre os principais jogadores. Desse forma o camisa 10 dividiu essa posição com Mandžukić, Rakitić, Perišić e até com Subašić, que foi herói nas penalidades.

Não estou tirando os méritos de Modrić mas não achei que ele mereceu o Prêmio de melhor jogador do mundial. Simultaneamente Hazard fez uma grande Copa levando a Bélgica ao inédito terceiro lugar e merecendo essa premiação. Sem contar que o futebol apresentado pela seleção belga foi muito melhor que a croata.

Assim Modrić encerrou a temporada realizando 43 jogos, fez 2 gols e distribuiu 8 assistências.

Modrić foi eleito o melhor jogador do Mundial e o e também levou o prêmio de jogador do ano da UEFA. Foto. AFP.

Por fim, Cristiano Ronaldo teve mais uma temporada ao seu estilo. Após passar por um jejum de gols nos primeiros meses da temporada ele mudou da agua para o vinho. Na segunda metade ele deslanchou de fazer gols e para variar foi o principal nome do Real Madrid na Champions League. Desse modo na parte mais aguda da temporada ele foi soberano, marcou gols consecutivos em todos os jogos da fase de grupos e das oitavas de final da Liga dos Campeões.

Chegou a Copa do Mundo e Ronaldo não decepcionou. no duelo mais aguardado do grupo B ele foi o protagonista e marcou os 3 gols da seleção portuguesa na partida. Apesar de seu bom desempenho acabou ficando pelo caminho nas oitavas-de-final, sendo eliminado pela seleção uruguaia.

Cristiano terminou a temporada marcando 44 gols em 44 jogos, uma média de 1 gol por jogo. Também distribuiu 8 assistências e marcou o gol que deu o título do mundial de clubes em cima do Grêmio.

Ronaldo foi o artilheiro da Champions League e o principal jogador merengue na competição. Foto: Getty Images

Afinal, o prêmio ficou em boas mãos? Isso eu tenho que concordar, Modrić é um grande jogador. Mas o a premiação foi justa? Ai que entra o problema da badalada premiação dada pela FIFA. Futebol não é apenas numeros, mas o que Salah e Cristiano Ronaldo fizeram foi muito mais relevante do que os feitos do croata.

O jogador do Liverpool teve uma das temporadas mais deminantes na Premier League. Seus números foram tão fantásticos que ofuscaram até os jogadores do Manchester City, que foram campeões batendo os 100 pontos.

Simultaneamente o Gajo empilhou gols em jogos importantes e se não fosse por isso dificilmente o Real Madrid conquistaria pela terceira vez a Champions League. De quebra veio o título do Mundial de Clubes. E isso sem contar sua atuação soberba naquele já citado Portugal vs Espanha no Mundial.

Se a escolha de dar o prêmio coubesse a mim o croata seria o terceiro colocado nessa disputa. Cristiano ficaria com o primeiro lugar seguido por Salah. Eu particularmente acho um absurdo o Modrić ter esse prêmio em sua estante e Sneijder e Iniesta não. Mas isso faz parte do futebol, nem sempre ele é justo.

Enfim, muitos estão dizendo que a dinastia foi quebrada mas vejo de outra forma, uma imposição pelo peso Copa do Mundo. Outras injustiças também foram cometidas nas premiações dessa temporada, como o Prêmio Puskas e o de melhor goleiro. Mas isso é um assunto para outro texto.

Comenta aí:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here