Torcedor multado por adulteração perigosa de cerveja no Brasil

Uma destilaria no Brasil foi multada em quase US$ 1 milhão em 2020 em conexão com um incidente perigoso em que a cerveja foi contaminada.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) condenou a Cervejaria Backer a pagar R$ 5 milhões em riais brasileiros e a multa não pode mais ser apelada.

Multado por diversas deficiências identificadas pelas autoridades durante a investigação, incluindo contato com o MAPA sobre o sistema fabril; Alteração do mix de cerveja sem aviso prévio; Comercialização e produção de bebidas sem o devido registo, engarrafamento; Comercializa 39 blocos que dizem estar contaminados com monoetilenoglicol ou dietilenoglicol.

A fábrica de Belo Horizonte foi fechada em janeiro de 2020 após testes revelarem a presença de dietilenoglicol em várias cervejas. O dietilenoglicol nunca foi comprado, mas a empresa disse que usava monoetilenoglicol.

Dez pessoas morreram e dezenas estão sofrendo de sintomas como cegueira e paralisia facial.

Na ocasião, cerca de 80 mil litros de cerveja e mais de 56 mil garrafas de diversas marcas e volumes foram apreendidos nas dependências e no mercado mineiro. Os itens foram destruídos.

Permitir que as operações sejam reiniciadas
Até 2020, os promotores registraram queixas contra 11 pessoas em conexão com o incidente e as investigações devem começar este mês.

A polícia de Minas Gerais descobriu um vazamento em um tanque que começou em setembro de 2019. Este orifício permitia que o fluido refrigerante circulante no sistema externo se misturasse com a bebida dentro do recipiente.

No mês passado, o MAPA aprovou a retomada parcial da produção e comercialização de cerveja na fábrica, após o cumprimento das condicionantes relacionadas aos tanques de fermentação e equipamentos utilizados para garantir a segurança dos produtos.

A empresa substituiu o refrigerante por uma solução hidroalcoólica contendo água e álcool em seu processo. Desde novembro de 2021, fabrica cerveja em forma de teste na fábrica para que os produtos possam ser analisados ​​posteriormente.

READ  Stellandis fabrica veículo híbrido a etanol no Brasil

A Cervejaria Três Lobos, empresa responsável pela marca Backer, disse que a retomada da produção de cerveja ajudaria a ampliar a assistência médica e financeira às vítimas.

(Para se inscrever para uma assinatura gratuita do Food Safety News, Clique aqui.)

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back to top