‘Voltar para onde nunca partiu’: morre novamente o fundador brasileiro do BTG Paxual

Bilionário por conta própria na casa dos 40 anos e rosto de uma empresa que já foi descrita como o “Homem de Ouro dos Trópicos”, André Esteves já foi uma maravilha das finanças latino-americanas.

Em seguida, os brasileiros sofreram um declínio dramático. Preso em conexão com um amplo escândalo de corrupção política, ele renunciou ao cargo de presidente e executivo-chefe do banco de investimento que fundou em novembro de 2015, mergulhando-o em turbulência.

Quase quatro anos depois que seu nome foi apagado, Estevez voltou à trupe de boxe BTG. Ele, a sigla da empresa, agora está oficialmente ‘Back to the Game’.

Os acionistas o reconheceram como presidente do grupo de US$ 22 bilhões no final de abril. No papel, este é o passo final de uma longa jornada para restaurar seu status de comando como uma das principais figuras empresariais do Brasil.

Mas, na realidade, de acordo com muitos que conhecem o negócio, o aumento forneceu um padrão formal para a situação que já estava em vigor.

Antes da nova nomeação, o nome de Steve não aparecia nos principais executivos do BTG em apresentações corporativas. No entanto, na Avenida Faria Lima, a resposta de São Paulo a Wall Street é um segredo aberto e ainda reconhece o fato de que o homem de 53 anos continua com status e influência dentro do BTG.

“Andre está de volta de onde parou”, disse um ex-colega de trabalho não identificado. “Ele sempre foi incrível. A presidência é irrelevante.”

Esteves recusou o pedido de entrevista.

Uma fonte afirma que, como único proprietário do patrimônio do BTG, controlando indiretamente cerca de 25% das ações, Steves tinha o status de uma “pessoa organizada” com direito a entrar em seus escritórios e participar de suas operações. Apesar do simbolismo, seu retorno a um banco de investimentos conhecido como o maior banco de investimentos da América Latina captura o clima otimista.

READ  México, Brasil Principais consumidores de música do mundo: IFPI

O preço das ações do BTG superou o índice de ações local até 2022 até agora, ganhando 21%, mais de cinco vezes nos últimos cinco anos. A empresa divulgou lucro trimestral de R$ 4,35 bilhões (US$ 840 milhões) e lucro líquido de R$ 1,94 bilhão na semana passada – ambos os maiores recordes.

O BTG atua em dívida corporativa e gestão de patrimônio e ativos, com mercados de crédito e ações, fusões e aquisições e negociação. Também opera uma plataforma de investimento de varejo.

Com startups de tecnologia financeira como o Nubank e milhões de pessoas sendo deixadas para trás por grandes credores, o BTG está agora fazendo um grande sucesso no setor bancário de consumo, com Esteves desempenhando um papel estratégico.

O analista do UBS Diego Batista disse que o modelo de negócios do BTG passou por uma “transformação” nos últimos anos em um “banco completo de todos os tipos com todos os serviços”. “Seu P&L está mais estável do que no passado”, acrescentou. “Eles tiveram muito sucesso nessa diversificação de negócios, ao mesmo tempo em que mantinham seus lucros no primeiro nível de bancos latino-americanos.”

Os acionistas do BTG detêm 70% de suas ações. Enfatiza a cultura interna, a competência e o empreendedorismo de antigos e atuais funcionários, desenhados no eixo de Estevez.

“Ele realmente deu um rosto e um espírito a um banco [with] Objetivos extremamente agressivos”, disse Claudia Yoshinaka, professora assistente de finanças da Escola de Administração de Empresas Fundaso Guidelio Vargas. “Ele é uma figura em miniatura”.

Criado pela mãe, sua professora universitária no Rio de Janeiro, Esteves se formou em matemática e ciência da computação. Iniciou sua carreira como coach de TI no Banco Pactual aos 21 anos, tornando-se sócio por quatro anos.

READ  Primeiro anúncio: Autores estão investindo no Brasil; Emprego na construção dos EUA; Melhorias de rota BCMC

Quem conhece Estevez o descreve como inteligente, motivado, trabalhador e atraente. “Ele tem um conhecimento técnico muito profundo. Ele é um matemático com mentalidade analítica, mas ao mesmo tempo muito comercial e um bom vendedor”, disse Marcelo Mesquida, que trabalhou com Estevez por três anos.

“Ele sabe até os detalhes de tudo o que acontece no banco”, disse Mesquida, fundador da gestora imobiliária LeBlanc Equities. “No final, ele é dono e dirige as coisas.”

No boxe, Esteves se destacou como empresário e fez parte de um grupo de associados mais jovens que demitiu o fundador em 1999 para assumir o controle da empresa. A Paxual foi comprada pelo UBS em 2006 por US$ 2,6 bilhões, quando o Brasil se tornou uma das chamadas economias BRIC no cenário mundial na primeira década do século XXI.

Dois anos depois, ele deixou o banco suíço e co-fundou o BTG Investment Group com ex-parceiros faciais e outros. Após a crise financeira global, Estevez estava ansioso para comprar suas roupas velhas um pouco menos do que havia vendido originalmente.

O BTG, que também é conhecido como Lava Jato ou “Lava Jato”, tinha acordos de boxe do BTG com a Petrobras, produtora de petróleo controlada pelo Estado no centro da maior operação antiparasitária que abalou o Brasil.

Por suspeita de obstruir o julgamento, Esteves passou três semanas na prisão abusiva do Rio antes de ser transferido para prisão domiciliar.

Embora o BTG não esteja sob investigação, o preço de suas ações caiu um terço em um único dia. À medida que os investidores retiravam dinheiro do fundo, o credor vendeu ativos, arrebatou empregos e explorou fundos de emergência do fundo de garantia de depósitos.

READ  Projeto GNA I de combustível GNL de US $ 1 bilhão do Brasil recebe luz verde para operação comercial

Após sua libertação da custódia domiciliar em abril de 2016, ele retornou ao Estevez Bank como sócio sênior e consultor. As acusações foram posteriormente retiradas e ele foi absolvido por um juiz. As batidas policiais na casa de Estevez e no escritório do BTG em 2019 em conexão com a aquisição de ações do banco em campos petrolíferos africanos da Petropras não foram além.

No final do ano passado, após uma série de aprovações regulatórias, Esteves voltou formalmente ao grupo de controle dos acionistas.

O banco de varejo oferecerá o próximo grande teste de seu toque de Midas. Mas a concorrência no setor é acirrada e os cinco credores tradicionais que dominam o mercado brasileiro estão sendo modernizados. Enquanto isso, as taxas de juros de dois dígitos do banco central do país podem reduzir as entradas líquidas de caixa em plataformas de investimento como o BTG, dizem analistas, e a eleição presidencial de outubro pode confundir os investidores.

Reportagem adicional de Carolina Ingiza

Vídeo: o escândalo da ‘lavagem de carros’ no Brasil explicado

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back to top