90Goals.com.br

Encontre as últimas notícias do mundo em todos os cantos do globo

Comitê Olímpico Brasileiro envia 20 toneladas de equipamentos esportivos e EPIs para Tóquio

O Comitê Olímpico Brasileiro (COP) já despachou os últimos 20 contêineres de equipamentos esportivos pesando mais de 20 toneladas e equipamentos de segurança Covit-19 para o Japão antes do início dos Jogos de Tóquio 2020 em 23 de julho.

Em abril, nove equipes foram enviadas para embarques finais para equipar os sites do Brasil, a Vila Olímpica e outras instalações utilizadas pelos delegados nacionais.

A epidemia aumentou o número de itens necessários no Japão, e o COB carregou 68.000 máscaras descartáveis, 12.500 tampas de sapatos descartáveis, 400 sprays de álcool e 250 aventais em outros produtos.

“Em condições normais, as Olimpíadas de Tóquio já representam um grande desafio para nós em termos de fuso horário, clima e alimentação”, disse Marco La Bordeaux, vice-presidente do COB Brasil. Líder da missão Em Tóquio.

“Mas a epidemia agravou o problema do processo.

“Além de toda a estrutura fornecida, devemos proteger nosso atleta e reduzir o risco de contaminação pelo vírus corona”.

Os equipamentos esportivos sequestrados incluem botes para competições de remo e vela, totens para jogos de guerra, sacos de pancadas e equipamentos de musculação.

“A logística é importante neste processo”, acrescentou La Porta.

Mais de 20 toneladas de equipamentos esportivos e equipamentos de segurança COVID-19 enviados ao Japão pelo Comitê Olímpico Brasileiro antes dos Jogos de Tóquio 2020 © COB
Mais de 20 toneladas de equipamentos esportivos e equipamentos de segurança COVID-19 enviados ao Japão pelo Comitê Olímpico Brasileiro antes dos Jogos de Tóquio 2020 © COB

“Fizemos várias viagens ao Japão para entender a melhor funcionalidade disponível.

“Estamos levando 20 contêineres com todos os equipamentos possíveis para vocês terem uma ideia do problema desse trabalho.

“Além disso, devido à epidemia, ainda tivemos que comprar novos produtos para a saúde, como máscaras e álcool gel.”

A operação teve início em 2018, quando foram transportados os três primeiros contêineres; Um é do Brasil, outro da Espanha e um terceiro da China.

Em 2019 e 2020, mais cinco cargas viajaram, incluindo uma da Nova Zelândia.

READ  Portos privados no Brasil movimentam 11% mais cargas no 1º trimestre

O restante foi enviado ainda este ano.

Enquanto isso, planos estão em andamento para enviar três contêineres da China em uniformes de times de alta qualidade para os atletas que começarão a chegar à cidade-sede duas semanas antes do início do jogo.

Nas Olimpíadas anteriores, atletas e oficiais viajavam para um local para receber seus suprimentos e fazer as transações necessárias.

Agora, em meio a um surto de vírus corona, cada membro da delegação notificará as autoridades do seu tamanho com antecedência e receberá os uniformes diretamente em seus quartos, em uma mala, reduzindo assim o número de transações e o risco de contato interpessoal.

Arzu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top