Conta obras de arte a partir de sacolas plásticas brasileiras

O artista brasileiro Eduardo S ூர் r recria obras de mestres famosos sem o uso de uma gota de tinta – peças de plástico reciclado retiradas de ruas e rios da cidade.

Para sua última exposição, copiou Picasso, Van Gogh, Monet e Warhol para chamar a atenção para a poluição causada pelo acúmulo de resíduos plásticos.

“Essas obras remontam a muitos séculos da história da humanidade, assim como o plástico que derramamos na natureza”, disse ele em seu estúdio em São Paulo.

O artista brasileiro Eduardo Schurr coloca uma caixa para recriar pinturas populares como parte de sua nova série ‘Natureza Plástica’ em 27 de maio de 2021. Foto tirada em 27 de maio de 2021 em seu estúdio em São Paulo.

O programa “Natureza Plástica” de Sroor será exibido em São Paulo no segundo semestre de 2021.

O artista trabalha há muito tempo para criar consciência ambiental em locais públicos ao redor de São Paulo, geralmente nos rios altamente poluídos da cidade.

Durante as infecções por vírus corona, o foco de Sroor voltou ao estúdio, onde substituiu os pincéis por um par de pinças, trabalhando o plástico colorido através de orifícios em uma placa para criar imagens.

“O plástico domina todos em tudo hoje, então nesta série eu crio obras de arte sem tinta ou cola, apenas pedaços de sacos plásticos criam a imagem que você vê”, disse ele.

Nossos padrões: Princípios da Fundação Thomson Reuters.

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top