Connect with us

Top News

Crie esta receita brasileira de Paolo de Quijo para pães com queijo e sem glúten

Published

on

Crie esta receita brasileira de Paolo de Quijo para pães com queijo e sem glúten

Vá para o Queijo

Tempo ativo:45 minutos

Tempo total:1 hora 25 minutos

Serviços:Cria 24 rolos pequenos

Tempo ativo:45 minutos

Tempo total:1 hora 25 minutos

Serviços:Cria 24 rolos pequenos

Espaço reservado quando as ações do artigo são carregadas

Eu cozinho muito pão, mas me canso do conselho geral de não comer até que esteja completamente frio. Às vezes você só quer rasgar algo quente e macio.

É aí que entra esta receita de Pão de Queijo. Os pães de queijo sem glúten do Brasil são “incríveis para comer fora do forno”, diz o Chef Francisco Carvalho. cozinha brasileira de copacabana Em Washington.

“Quando você abre um novo do forno, você verá as fibras de amido translúcidas se estendendo entre as duas partes do seu rolo”, diz Maricel E. Brasília escreve. “Gran Cosina Latin: comida latino-americana” A fonte da receita vou compartilhar com vocês. Lave o vapor em seu rosto, inale o queijo e, em seguida, rasgue em sopros doces e mastigáveis. Um raro momento de felicidade em um mundo cada vez mais inquieto.

Também ‘Gran Cosina Latin’: Feijão cubano e arroz (Moros y Christianos)

Quem já foi ao açougue brasileiro neste país já deve ter visto Paolo de Quijo servido pela cesta. No Brasil, eles aparecem nas mesas o dia todo, com café da manhã ou drinques à noite. Você pode encontrá-lo cheio de geléia ou mais queijo. Às vezes, ao alimentar as crianças, Carvalho diz que as cortava e colocava um pouco de carne e queijo dentro para um pequeno bolso de sanduíche.

Se você está familiarizado com fazer massa de souks franceses para gougères primos do Pão de queijo (assim como folhados de creme e eclairs), a ideia pode ser um pouco semelhante, mas menos confusa. Primeiro, você aquece a mistura de manteiga, leite e sal. É misturado com farinha de mandioca ou amido de mandioca, após o que você adiciona o queijo e alguns ovos. Não aperte demais a massa e certifique-se de que os fios de queijo estão intactos e junte-os à mão. Forme bolinhas e leve ao forno. Isso é tudo.

READ  Cientistas querem colocar bolhas do tamanho do Brasil entre a Terra e o Sol para 'reverter' as mudanças climáticas! | The Weather Channel - Artigos do Weather Channel

A farinha de mandioca sem glúten é um componente essencial desta receita, mas você tem espaço para mexer com o queijo. Brasilla usa parmesão (ou queijo sardo argentino), que é um bom substituto para o brasileiro Cuio Mino, um queijo nativo do estado de Minas Gerais, que reivindica o direito à criação de Pao di Cuo. Sinta-se à vontade para verificar o queijo que você gosta, mas algo melhor com uma borda salgada no lado firme. Carvalho recomenda levar um queijo que pode ser facilmente fatiado.

Pão de queijo não é um plano de dia inteiro. No entanto, cerca de 90 minutos devem ser deixados do início ao fim. No entanto, você pode congelar alguns folhados parcialmente assados ​​para mantê-los quentes e frescos. Pão de queijo diz que você “faz algo com amor e tempo”, diz Carvalho. Ambos são valiosos.

Quer salvar esta receita? Clique no ícone de marcador abaixo do nível de serviço na parte superior desta página e acesse-o Minha lista de leitura no seu perfil de usuário washingtonpost.com.

Meça esta receita e obtenha a versão desktop que se adapta à impressora aqui.

  • Aproximadamente 2 1/4 xícaras (285 g / 10 onças) de farinha de mandioca (também conhecida como amido de mandioca)
  • 1 xícara (240 mililitros) de leite integral
  • 4 colheres de sopa (1/2 tablete / 56 g) de manteiga sem sal
  • 1 colher de sal fino
  • 2 ovos grandes, levemente batidos
  • 2 xícaras (4 onças / 113 onças) de queijo parmesão finamente moído (você pode substituir qualquer queijo meio cozido salgado de sua escolha)
  • Óleo vegetal, para untar as mãos

Coloque um rack no meio do forno e pré-aqueça a 450 graus. Forre duas assadeiras grandes com franjas com papel manteiga.

READ  Ex-presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, enfrenta julgamento por crueldade com baleias jubarte

Coloque a mandioca em uma tigela grande.

Em uma panela pequena em fogo médio, adicione o leite, a manteiga e o sal e deixe ferver, mexendo para derreter a manteiga. Despeje a mistura de leite na farinha de mandioca e bata com uma colher de pau. A farinha será grossa e dura como uma bola. No começo pode parecer que não vai se unir, mas vai continuar mexendo, apertando e dobrando até formar uma massa. Deixe curar por 15 minutos.

Depois que a massa esfriar muitas vezes (ainda pode estar um pouco quente – está tudo bem), adicione os ovos e o queijo à tigela. Você pode mexer ou dobrar com uma colher de pau, juntar a massa com as mãos é muito eficaz. Certifique-se de que os ovos e o queijo estejam relativamente bem distribuídos, mas não precisa ser perfeito. Quanto mais você manusear ou amassar a massa, mais difícil ela ficará.

Esfregue levemente nas palmas das mãos e estenda uma massa de 28 gramas do tamanho de uma bola de pingue-pongue. Para um total de cerca de 24 partes, repita toda a massa e modele em uma esfera o mais lisa possível. Enquanto você trabalha, coloque as bolas de farinha nas assadeiras forradas, 12. por tigela (elas se espalharão, mas não dramaticamente).

Abaixe a temperatura do forno para 375 graus e asse uma assadeira por 18 a 20 minutos, até que os pãezinhos inchem e fiquem dourados. (Veja algumas dicas de cozimento e congelamento de antemão.) Se você quiser superfícies um pouco mais lisas, dê-lhes 1 a 2 minutos extras, mas fique de olho nelas, pois elas começarão a queimar mais rápido. Antes de assar o segundo conjunto, gire a temperatura do forno para 450 graus e reduza para 375 assim que começar a assar (ajuda a iniciar os rolos iniciais de alta temperatura imediatamente).

READ  Perspectiva do Irish Times sobre a crise de Covit-19 no Brasil: a variação do Bolsanaro

Deixe os pãezinhos esfriarem na assadeira por alguns minutos e sirva quente ou quente.

Nota: Você pode congelar o Pão de Quijo levemente cozido. Asse por meia hora, cerca de 10 minutos, depois deixe esfriar completamente, feche em um recipiente hermético e congele. Para servir, leve ao forno a 375 graus por 15 a 20 minutos (sem descongelar) até dourar.

Calorias: 94; Gordura total: 4 g; Gordura saturada: 2 g; Colesterol: 26 mg; Sódio: 151 mg; Carboidratos: 11 g; Fibra dietética: 0 g; Açúcar: 1 g; Proteína: 3g

Esta análise é uma avaliação baseada nos materiais disponíveis e neste produto. Não deve substituir o conselho de um nutricionista ou nutricionista.

Adaptado de “Gran Cosina Latin: comida latino-americana” Maricel e. Brasilla (WW Norton & Company, 2012).

Testado por Peggy Crystal; Perguntas por e-mail [email protected].

Meça esta receita e obtenha a versão desktop que se adapta à impressora aqui.

Navegue pelo nosso Recipe Finder para mais de 9.800 dicas de receitas pós-teste.

Você fez esta receita? Tire uma foto Nos marque no Instagram # Fantástico.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top News

Brasil busca investimento na transição energética

Published

on

Brasil busca investimento na transição energética

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a mineradora Vale anunciaram na segunda-feira um processo de licitação pública para selecionar um fundo de investimento para investir em minerais relacionados à transição energética, descarbonização e fertilização.

“O fundo será uma importante ferramenta de financiamento da exploração mineral, com o objetivo de desenvolver novas minas”, disse o BNDES disse em um comunicado.

O leilão começa em 1º de julho e termina em 23 de julho. O projeto vencedor será anunciado no início de outubro de 2024.

A BNDESPAR — uma subsidiária do BNDES que realiza capitalização de grupos privados de empresas — e a Vale pagarão entre R$ 100 e 250 milhões (US$ 19,2 a 48,2 milhões) ao fundo, com cada uma detendo uma participação máxima de 25%. Portanto, os investidores devem comprometer pelo menos R$ 200 milhões (US$ 38 milhões).

Não existe uma definição universalmente aceita de minerais essenciais. De acordo com Regras do processo licitatório, “O fundo investirá em empresas com ativos que incluem cobalto, cobre, estanho, grafite, lítio, manganês, metais do grupo da platina (PGMs), molibdênio, nióbio, níquel, silício, tântalo, terras raras, titânio, tungstênio, urânio, vanádio, etc., zinco, fosfato, potássio ou outros minerais que melhoram a fertilidade do solo, incluindo remineralizantes.”

O presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, disse em nota que o novo financiamento contribui diretamente para os objetivos estratégicos da gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de “contribuir para uma transição ecológica justa e ampliar a capacidade produtiva da indústria brasileira”. Descarbonização e incentivo ao mercado de capitais para atuar neste setor.

O CEO da Vale é Eduardo Bartolomeo disse em um comunicado “A empresa tem orgulho de fazer parte desta iniciativa, que se alinha de forma sustentável e diversificada com a nossa visão de longo prazo da relevância crítica dos minerais críticos para o crescimento económico global.”

READ  Brasil Copa Libertadores | Esporte nacional

Em março de 2023, o subsecretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Meio Ambiente dos EUA, Jose W. Fernandez disse que o Brasil “poderia ser uma importante potência mineral” num momento em que o mundo estava “sede e faminto” por eles.

Continue Reading

Top News

Switzer conclui entrega em série de reboque no Brasil

Published

on

Switzer conclui entrega em série de reboque no Brasil





Publicado por
Indústria de GNL,

A Switzer, fornecedora líder global de reboque, anunciou que entregará Suíça Papitonga, o rebocador final de uma série de seis navios da série 2300 Rampart. A Delivery fortalece sua frota atendendo à dinâmica indústria marítima do Brasil. A conclusão deste projeto marcante ressalta o compromisso da Switzer em fornecer serviços de reboque seguros e sustentáveis ​​ao longo da costa do Brasil.

A Switzer leva o nome da Baía de Papitonga, em São Francisco, onde iniciou suas operações no Brasil em 2015. Suíça Babbitonga Tem um significado especial para a empresa. Construído pelo estaleiro brasileiro Rio Macquarie. Suíça Babbitonga O 2300 é um Dukabot Azimuth Stern Drive (AST) da série Rampart. Esses navios irmãos possuem uma velocidade de 13 nós, um comprimento total de 23,2 m e uma tração de amarração de 70 toneladas. Suíça Babbitonga Fifi-1 também possui capacidade de extinção de incêndio.

“Esta série de rebocadores foi construída para apoiar as principais operações locais, que desempenharão um papel fundamental no auxílio ao reboque portuário e às operações de GNL na costa brasileira”, disse Arjen Van Dijk, diretor administrativo da Svitzer Americas. “Gostaria de agradecer à Rio Macquarie por fornecer embarcações responsáveis ​​e de alta qualidade, e a todos os nossos colegas, offshore e a bordo, que contribuíram para fornecer um serviço confiável aos nossos clientes todos os dias e aumentar coletivamente nosso portfólio no Brasil. .”

As capacidades Fifi-1 da Dux garantem que ela esteja bem equipada para apoiar as operações da FSRU, fortalecendo o papel da Switzer na proteção da costa brasileira à medida que o cenário energético do país evolui.

READ  Ex-presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, enfrenta julgamento por crueldade com baleias jubarte

“A entrega Suíça Babbitonga Isto representa um marco importante na conclusão de um projeto de seis novos edifícios como forma de apoiar nossa jornada de crescimento contínuo no Brasil”, comentou Daniel Reitz Cohen, Diretor Geral da Switzer Brazil. “Ao entregar esses rebocadores, a Switzer completa um programa abrangente de rebocadores que visa apoiar a infraestrutura portuária e a pesca de arrasto na região”.

A Svitzer opera atualmente 22 rebocadores, incluindo essas duas embarcações que deverão ingressar na frota em 2024, em oito portos do Brasil – Salvador, Chupe, Becem, Santos, Vitória, Rio Grande, São Francisco do Sul e Paranaguá.



Este artigo está marcado como:



Notícias sobre Gás Natural



Notícias sobre GNL da América do Sul



Continue Reading

Top News

Comemorando 200 anos de relações bilaterais EUA-Brasil

Published

on

Comemorando 200 anos de relações bilaterais EUA-Brasil

Hoje marca 200 anos de relações diplomáticas entre os Estados Unidos e o Brasil. Em 26 de maio de 1824, o presidente dos Estados Unidos, James Monroe, recebeu José Silvestre Rebello, encarregado de negócios do Brasil, em Washington, D.C. Com essas boas-vindas, os Estados Unidos reconheceram a independência do Brasil e estabeleceram uma parceria que já dura 200 anos. Unimo-nos como aliados na Segunda Guerra Mundial e, quando as forças americanas e brasileiras lutaram lado a lado na campanha italiana, demonstramos coragem e sacrifício que contribuíram para a nossa vitória compartilhada.

A nossa cooperação é vital para a prosperidade dos nossos povos e cria benefícios para além das fronteiras dos nossos países. Os Estados Unidos e o Brasil estão traçando novos caminhos para a cooperação econômica que respeitam a importância do meio ambiente, da energia limpa e do desenvolvimento sustentável para o nosso futuro coletivo. Melhoraremos o bem-estar do nosso povo, garantindo um tratamento justo aos trabalhadores e fortalecendo as relações económicas que criam empregos. À medida que avançamos para o próximo século de parceria, os Estados Unidos estão empenhados em continuar a trabalhar com o Brasil para promover a paz e a prosperidade contínuas das quais depende a nossa democracia.

/lançamento público. Este conteúdo, fornecido pela organização/autor(es) de origem, pode ser específico do tempo e editado para maior clareza, estilo e extensão. Mirage.News não assume posições ou lados corporativos, e todas as opiniões, posições e conclusões aqui expressas são exclusivamente do(s) autor(es). Assista na íntegra aqui.

READ  Brasil veste uniforme todo preto em apoio a Vinicius Jr. em luta contra o racismo
Continue Reading

Trending

Copyright © 2023