Connect with us

Top News

O projeto GFI explora a vasta biodiversidade do Brasil em busca de proteínas vegetais alternativas

Published

on

O projeto GFI explora a vasta biodiversidade do Brasil em busca de proteínas vegetais alternativas

17 de junho de 2021 — The Good Food Institute (GFI) lança The Biomass Project no Brasil, um projeto de financiamento de pesquisas sobre a conversão de espécies de plantas nativas da Amazônia e serotonina em alimentos, que devem fornecer alimentação sustentável para a indústria de proteína alternativa. população.

Serão investidos até $ 135.000 (US $ 26.700) em um projeto, com financiamento para ensaios com foco em quatro espécies amazônicas (papas, kurana, kapuas e castanha do Brasil) e três (baru, macaba) do Serato. E pequi).

No Brasil, uma nova espécie e planta é descoberta a cada três dias, com destaque para o GFI. Com uma biodiversidade tão abundante, as espécies de plantas nativas do Brasil têm grande potencial para promover a conservação da floresta, sustentar produtos não cárneos e impulsionar o crescimento econômico local.

“O potencial das plantas nativas brasileiras não se reflete menos em supermercados, feiras e comidas brasileiras. Com isso, a comunidade deixa de aproveitar os benefícios que vêm dessa riqueza”, disse Cristiana Ambiel, gerente de ciência e tecnologia da Gfia.

“No que diz respeito aos organismos alimentares, a comunidade não se beneficia do alto valor nutricional das espécies nativas brasileiras. Embora naturalmente rico, essa riqueza deve ser usada com sabedoria. Este pode ser o melhor passo para a humanidade no futuro. ”Clique para ampliarA inteligência de mercado do Innova sugere que mais de 80% dos latino-americanos precisam fazer mais por parte da indústria e dos líderes nacionais para fortalecer as cadeias alimentares sustentáveis.

Abertura de espécies de plantas brasileiras
O projeto é financiado pela Fundação Climate Land and Utility Alliance (CLUA). Esta é uma ambição de prazo oportuna, já que uma análise recente da tendência industrial voltada para as plantas sugere que os alimentos de origem animal podem começar a cair após o pico do “pico da carne” em 2025.

READ  Mais gols marcados pelo Brasil em uma partida da Copa do Mundo: Lista completa dos maiores golos da Seleção

A GFI Brasil realizou um estudo para selecionar as melhores plantas nativas para a produção de proteínas alternativas, levando em consideração o potencial técnico e econômico de cada organismo. Além disso, visa desenvolver ferramentas e métodos de acesso aberto que forneçam alimentos saborosos, sustentáveis ​​e acessíveis.

A organização analisou o número de comunidades produtoras, o volume de produção e a maturidade da cadeia produtiva para obter resultados econômicos.

Para a análise de viabilidade técnica, foram utilizados critérios como composição química dos produtos, eficiência técnica e características nutricionais.

Com base nesses fatores, a GFI Brasil determinou que castanha do Brasil, mamão, kapawasu, macaba, baru, pecchi e guaraná têm o maior potencial para o desenvolvimento sustentável de produtos proteicos alternativos no Brasil e além.

A organização espera que isso leve a produtos como farinha descongelada; Concentração de proteína e / ou isolamento de proteína; Biodegradável com alto teor de fibras; Fibras solúveis ou insolúveis; Pigmentos, óleos e gorduras naturais; E melhorar as propriedades técnicas e nutricionais de outros ingredientes e produtos finais que podem ser usados ​​para alimentos à base de plantas.

Baseado na planta brasileira que adora carne
O Brasil é atualmente o terceiro maior mercado consumidor de carne do mundo, atrás da China e dos Estados Unidos. Apesar disso, a revolução vegetal já começou a se firmar na região, como evidenciado pelas novas introduções locais de marcas vegetarianas, como a Facenda Futuro (Fazenda do Futuro).

Oportunidades de células Oportunidades de mercado para carnes Da mesma forma amadurecem, o que em breve chegará à mesa brasileira. A Alep Farms celebrou recentemente um novo acordo com a empresa global de carnes e alimentos PRF para integrar e produzir carne de fazenda usando a plataforma de produção patenteada Bioform da Alep para o mercado amante da carne.

READ  Appian Capital Siphony-Stillwater reivindica minas no Brasil

Identifique as principais oportunidades de pesquisa
Os principais temas potenciais de pesquisa para o projeto de biomassa incluem a identificação de aplicações para resíduos ou subprodutos industriais ou agroindustriais, bem como a melhoria e melhoria do processo de obtenção de materiais por meio de métodos ecológicos.

Além disso, a pesquisa pode se concentrar no desenvolvimento de produtos para aplicações de produtos à base de plantas que aumentem as propriedades sensoriais de aparência, cor, sabor e textura, ao mesmo tempo em que aumentam as características nutricionais, reduzem o custo do produto final e criam produtos com uma aparência limpa apelo rótulo.

A GFI Brasil convida os pesquisadores a enviar suas inscrições até 13 de julho. Os projetos devem ser concluídos em até 12 meses e desenvolvidos no Brasil.

Dra. Catherine de Matos, Diretora de Ciência e Tecnologia da GFI Brasil, explica:

“Esta pesquisa se concentrará em estabelecer caminhos para a avaliação de organismos nativos, expandindo as informações técnicas sobre eles e expandindo o uso do enorme potencial natural desses organismos como materiais em produtos de base vegetal, para aumentar o crescimento econômico regional”.

Em abril passado, mais de 60 participantes e partes interessadas na GFI e no espaço de proteínas alternativas pediram ao governo federal dos EUA em abril passado que tornasse o investimento em ciência e tecnologia de proteínas al-proteínas uma “prioridade nacional” no orçamento de 2022.

Escrito por Benjamin Ferrer

Para entrar em contato com nossa equipe editorial, envie um email para [email protected]

Se você achar este artigo valioso, verifique nosso boletim informativo.
Inscreva-se agora para receber as últimas notícias diretamente na sua caixa de entrada.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top News

Teste de julho de 2024: Brasil x Hong Kong – Guia ARN

Published

on

Teste de julho de 2024: Brasil x Hong Kong – Guia ARN

Pela primeira vez, o Brasil recebe Hong Kong no sábado. Segunda partida-teste entre Brasil e Hong Kong na categoria sênior masculino. Sul-Americano Nº 4 x Asiático Nº 2 serão disputados em São Paulo.

Hong Kong está repleta de confiança. O número 2 asiático foi muito bom contra o Paraguai, em Assunção. Uma vitória por 80-12 é uma afirmação infalível. Foi uma reviravolta de sonho depois que o Chile assumiu o controle total contra Hong Kong na primeira parte da vitória, há uma semana. Não é diferente com as decisões de Hong Kong contra os EUA em 2022; Os Eagles venceram por 49-7.

O torneio será o primeiro do Brasil em 2024. Os torneios brasileiros mais recentes foram no final de 2023. La Vila Copa na Espanha. Oz Dubis Perdeu por 40-15 contra o Canadá e 48-3 contra os EUA. A derrota contra a América foi decepcionante para todos os envolvidos; Uma estranha decisão da arbitragem no segundo tempo fez com que o Brasil perdesse no segundo tempo.

– Partida de teste de 2024

1Rory Sinnamond No lugar de James Holmes
2 Alexandre Post Calum substitui Scott
3John Canela Faisal substitui Solomona Benesa
4Kyle Sullivan Jamie substitui Pincott
5Calum McCulloch Substitui Patrick Jenkinson
6Josué Hristich Passando de 8; Substitui Tyler McNutt
7James Sawyer Piers McKinlay-West substituído
8Luke van der Smit Pat substitui Joshua Histich
10 Matteo Avitabile Gregor substitui McNeish
14Sebastião Bryan Substituído Charles Hickson-Smith

  • Esta será a primeira partida entre Brasil e Hong Kong desde 2011.
  • Hong Kong teve 9 chances de abertura e 1 mudança de posição.
  • Brasileiro mais internacional de todos os tempos, Moises Duk retorna após intervalo.
  • Os jogadores do Cobras, incluindo o capitão Kleber Diaz, estão dominando a seleção brasileira.
  • Duke e Mathias Rocha jogam em Portugal e Lionel Moreno joga em Itália.
  • Ambas as seleções não participaram da Copa do Mundo Masculina. Ambos poderão estrear em 2027 com ampliação para 24 times.
  • O Brasil está classificado 29º no ranking mundial; É Hong Kong 24º.
  • O torneio contou com uma seleção 100% oficial sul-americana. O árbitro argentino de segunda geração Pablo de Luca estará no comando.
READ  'Diego Silva não é uma máquina' - craque do Chelsea é defendido pela esposa após internacional brasileiro criticado por não atacar Brentford

Será um dia de inverno paulista no sábado. Isso significa temperaturas à tarde na casa dos vinte graus, com muito sol, aguaceiros e ventos fracos. Isso incentivará o rugby atraente de ambas as equipes. A turnê em Hong Kong girou em torno disso, enquanto o Brasil se preparava para a oportunidade. Os resultados do Brasil e dos EUA, Chile e Paraguai de Hong Kong em 2022-2024 sugerem que uma concorrência muito acirrada é plausível. ARN prevê que o Brasil vencerá por +2 pontos.


Brasil
1 João Lucas Marino, 2 Andy Willian Pinheiro, 3 Mathias Rocha, 4 Ben Donald, 5 Gabriel Oliveira, 6 Kleber Diaz (Capitão), 7 Mathias Claudio, 8 Andre Arruda, 9 Felipe Gonçalves, Amari Joseri, 10, 10 12 Lorenzo Mazari Temer, 13, 14 Robert Diorio, 15 Lucas Tranquez

Suplentes: 16 David Muller, 17 Levi Marinho, 18 Lionel Moreno, 19 Gabriel Paganini, 20 Adrio De Melo, 21 Mikey Lemmes, 22 Luca Spago, 23 Moisés Duque


Hong Kong
1 Rory Sinnamond, 2 Alexander Post, 3 Zach Sinnamond, 4 Kyle Sullivan, 5 Callum McCulloch, 6 Joshua Hristich (capitão), 7 James Sawyer, 8 Luke van der Smit, 9 Jack Campes, Table 10 Mateer 12 Ben Oxton-Burrett , 13 Nathan De Thierry, 14 Sebastian Brine, 15 Matthew Worley

Substituições: 16 Callum Scott, 17 James Holmes, 18 Faisal Solomona Benza, 19 Jamie Pincott, 20 Tyler McNutt, 21 Pierce McKinlay-West, 22 Brian Phillips, 23 Harry Sayers

Data: Sábado, 20 de julho
Localização: Estádio Nicola Alaion, São Paulo (PR)
Começo: 15h30 (PR)
Previsão do tempo: O sol tocará; 24 (Célsio); O vento está a 10 km/h
Transmissões: Nesportes

Árbitro: Pablo DeLuca (Argentina)
Assistentes: Simon Larrubia (Argentina); Federico Solari (Argentina)
TMO: Victor Hugo Barbosa (PR)

Confronto direto (1): Hong Kong 1, Brasil 0, Streak Hong Kong +1

READ  Tracy Cortez exibe suas férias nas praias do Brasil em um deslumbrante biquíni vermelho

13 de dezembro de 2011 – Hong Kong 37-03 Brasil (Dubai, Emirados Árabes Unidos)

Continue Reading

Top News

Grupo DOF conquistou diversos contratos com a Petrobras no Brasil

Published

on

Grupo DOF conquistou diversos contratos com a Petrobras no Brasil

(OE) A empresa norueguesa de transporte marítimo offshore DOF Group garantiu vários contratos com a Petrobras para trabalhar no Brasil.

Tanto o AHTS Skandi Jupiter quanto o AHTS Skandi Mercury foram contratados pela Petrobras para operar como AHTS 230t BP após o mesmo processo de licitação que deu origem aos contratos da Skandi Amazonas, Skandi Rio e Skandi Botafogo, ambos sob contrato de gestão com a DOF.

Tanto o Skandi Jupiter quanto o Skandi Mercury estão operando atualmente no Mar do Norte e estão programados para serem mobilizados para o Brasil após modificações para atender às exigências da Petrobras.

Ambos os contratos, com prazo de 3 anos e opções, têm início previsto para o segundo ou terceiro trimestre de 2025, mas poderão ser reajustados de comum acordo.

No Brasil, o Scandi Salvador brasileiro, um MPSV equipado com um guindaste AHC de 140t e dois WROVs, foi fretado por uma empreiteira EPCI-SURF de primeiro nível para apoiar as operações pré-petróleo da Petrobras por um período firme de 180 dias mais opções. Desenvolvimento de campos de sal. O contrato entra em vigor imediatamente, disse o Grupo DOF.

Skandi Salvador opera atualmente como MPSV na Petrobras em Libra, com redistribuição prevista para início de agosto. Geoholm iniciou o contrato como atacante até que Scandi Salvador seja dispensado de suas funções atuais.

Paralelamente ao acordo de fretamento, a DOF Subsea, contratada EPCI Tier 1, concedeu ao Brasil um contrato de serviço de pesquisa em ambos os navios.

“Temos o prazer de anunciar vários novos contratos em nossa região do Brasil. Com o Skandi Jupiter e o Skandi Mercury estamos a expandir a nossa frota e a aumentar ainda mais a nossa presença no segmento AHTS na região. Com os contratos de Salvador e Survey Services estamos expandindo nossa base de clientes e fortalecendo nossa posição em serviços de pesquisa no Brasil”, disse o CEO do Grupo DOF, Mons Aas.

READ  'Diego Silva não é uma máquina' - craque do Chelsea é defendido pela esposa após internacional brasileiro criticado por não atacar Brentford

Continue Reading

Top News

PPSA do Brasil aumenta expectativas de receita para o próximo leilão de petróleo, ET Energy World

Published

on

PPSA do Brasil aumenta expectativas de receita para o próximo leilão de petróleo, ET Energy World

ExxonMobil, CNOOC Petroleum e Petrochina da China, Equinor da Noruega, Galp de Portugal e TotalEnergies da França estão na lista.

  • Atualizado em 19 de julho de 2024 às 07h47 IST

Rio de Janeiro: A agência estatal brasileira Pré-Sal Petróleo (BPSA), que representa o governo nos contratos de produção de petróleo do pré-sal, disse que 10 empresas participarão do próximo leilão de petróleo.

A empresa disse que a nova previsão de 15 bilhões de reais (US$ 2,71 bilhões) foi cerca de 2 bilhões de reais maior que a anterior.

A PBSA espera agora que 37,5 milhões de barris de petróleo sejam leiloados, acima dos 33 milhões anteriores, informou em comunicado na quarta-feira.

A lista de empresas elegíveis para o evento inclui a estatal brasileira Petrobras e a Shell, os dois maiores produtores de petróleo do país.

ExxonMobil, CNOOC Petroleum e Petrochina da China, Equinor da Noruega, Galp de Portugal e TotalEnergies da França também estão na lista.

Continua abaixo

Tabita Loureiro, presidente interina da PPSA, disse que o número recorde de participantes mostra um alto nível de interesse do mercado e aumenta a expectativa da competição.

Até ao momento, registou-se o maior número de empresas elegíveis para os leilões de petróleo para 2021, com seis empresas a enviarem documentos e três a apresentarem propostas.

  • Publicado em 19 de julho de 2024 às 07h44 IST

Mais estudado em petróleo e gás

Junte-se a uma comunidade de mais de 2 milhões de profissionais

Assine nosso boletim informativo para obter os insights e análises mais recentes.

Baixe o aplicativo ETEenergyworld

  • Receba notificações em tempo real
  • Salve seus artigos favoritos

READ  Espanha abre defesa na Copa do Mundo contra Brasil e Irã, EUA empatam com Grécia
Continue Reading

Trending

Copyright © 2023