Trevor Lawrence. Sim meus amigos guardem este nome, ontem em atuação impecável o QB calouro de Clemson comandou o time na vitória contra Alabama por 44 a 16 no Levi’s Stadium, Santa ClaraLawrence jogou como um veterano e não sentiu a pressão de jogar a final, foram 347 jardas e 3 touchdowns.

Lawrence se tornou o segundo QB calouro na história da NCAA a ganhar um título. Se junta a Jamelle Holieway, que ganhou um título por Oklahoma em 1985.

Clemson Campeã
(Divulgação: CNN)

Quem brilhou também foi o RB Travis Etienne, Foram 86 jardas terrestres e dois TDs, além de conseguir um TD aéreo. O WR Justin Ross conseguiu em 6 recepções 153 jardas recebidas e ainda apareceu para receber um touchdown.

Pelo lado de Alabama, Tua Tagovailoa não conseguiu corresponder, foram 295 jardas aéreas e dois Tds. Ainda lançou duas interceptações, uma delas retornadas para touchdown. Jerry Jeudy conseguiu 5 recepções para 139 jardas e um touchdown.

O jogo começou com tudo!

Lawrence e Ettiene
(Divulgação: Usa Today)

Na primeira posse Clemson não conseguiu produzir e chutou um punt, mas no drive seguinte a defesa apareceu. Tagovailoa buscou um passe rápido e A.J Terrell conseguiu a interceptação e só parou na end zone, abrindo o placar para os Tigers, 07 a 00.

Tua voltou de cabeça erguida e não se abateu, respondendo como deveria. Lançou um passe profundo queimando a secundária e achando Jerry Jeudy em um passe de 62 jardas, 07 a 07.

No Drive seguinte, com apenas ainda 5 minutos de jogo, Lawrence não conseguia acertar os passes mais profundos, parecendo ainda estar nervoso com a final, até que ele conseguiu em um passe de 62 jardas deixar os Tigers em ótima condição para marcar, e em uma corrida de 17 jardas Travis Etienne marcou o touchdown, deixando o placar em 14 a 07.

Em um drive longo e bem conduzido por Tua, Bama chegou até a end zone marcando o TD, e só não empatou o confronto porque Joseph Bulovas errou o ponto extra. A defesa segurou Clemson, e no drive seguinte Bulovas acertou um field goal de 25 jardas no começo do segundo quarto, colocando Bama na liderança, 16 a 14.

Daí em diante só deu Clemson

Foi então que Clemson começou o massacre. Lawrence conduziu os Tigers até a linha de 1 jarda, então Etienne só teve o trabalho de entrar na end zone pelo meio dos defensores, 21 a 16.

Na sequência Trayvon Muller conseguiu interceptar Tua novamente, colocando os Tigers em condições de marcar. Lawrence encontrou Etienne em um lindo shovel pass e aumentando a vantagem para 28 a 16. Bama sentiu o golpe e não conseguia evoluir em campo. O estrago só não foi maior, porque Clemson só conseguiu mais um field goal. Greg Huegel para 36 jardas, fechando em 31 a 16 o primeiro tempo.

No começo do terceiro quarto em uma quarta descida para 6 jardas, Nick Saban tentou surpreender Clemson, após o snap, o holder, Mac Jones, partiu correndo com a bola. A defesa de Clemson não caiu na jogada e impediu a conversão de Bama.

Lawrence brilha e dá trabalho pra Alabama

Em seguida Lawrence fez um jogadaça, mesmo pressionado conseguiu encontrar Justyn Ross livre no lado direito. O passe foi perfeito e o recebedor só teve o trabalho de cortar para o meio, correr 74 jardas e marcar o touchdown, 37 a 16. E no fim do terceiro quarto veio o golpe final, Lawrence conectou Tee Higgins e marcou mais um TD, 44 a 16. Essa é a maior diferença de pontos já sofrida por Alabama desde que Nick Saban assumiu a equipe.

Depois foi só gastar o relógio e comemorar o título, que veio de forma incontestável. E em mais de 100 anos depois, um time é campeão com uma campanha perfeita de 15-0.

Trevor Lawrence. Foto/Divulgação

    Divulgação: Washington Sports

Trevor Lawrence foi eleito o MVP ofensivo da partida, enquanto o defensivo foi para Trayvon Muller.

Parece que um reinado dos Tigers sobre o futebol universitário está por começar e que pode durar um bom tempo. Talentosos jogadores de Clemson são jovens e vão voltar para as próximas temporadas. Por fim uma coisa é certa, em 2021 muitas equipes da NFL estarão brigando com foice no escuro pelo Lawrence.

Parabéns Clemson, campeões nacionais de 2019 do College Football. Até a próxima.

Comenta aí:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here