Conheça os descontos da FutFanatics Ofertas Novembro 250x250

Um conto de fadas se fez presente em Dortmund. Com uma aplicação tática invejável do time francês, o Borussia Dortmund caiu para o time do As Monaco , por 3×2.

Com um trio ofensivo que se mostra cada vez mais letal, Falcão Garcia, que voltou as boas com a bola, aliado a Mbappé, que mostra um profundo amadurecimento ao longo desta temporada, sendo visto como uma das principais promessas da ótima geração francesa, sendo estes servidos pelo excelente meia português, Bernardo Silva, que cada vez se solidifica mais nesse excelente time francês.

Outros que merecem uma nota nessa matéria são os meias Fabinho, que após ter sua posição de lateral mudada para a de volante, ganhou um destaque ainda maior no time, munido de suas boas atuações recentes. Além dele, o técnico Leonardo Jardim se mostra cada vez mais capacitado.

Sobre o jogo, como já dito, a aplicação tática do Monaco pouco deu espaço ao jogo de velocidade do Borussia, deixando Aubameyang bem marcado, causando assim, poucos estragos ao time monegasco.

O primeiro gol, logo após Fabinho perder um pênalti, o seu primeiro em 16 cobranças, desde que chegou ao time, surgiu dos pés da joia Mbappé. Bernardo Silva puxou o ataque, distribuindo a bola pela esquerda para Lemar, que fez um cruzamento de primeira, na segunda trave, encontrando Mbappé, que, em posição irregular, desviou com o joelho e culminou com a bola entrando vagarosamente ao gol defendido por Burki.

O segundo gol, numa jogada trabalhada novamente pela esquerda, teve inicio com um raro apoio ofensivo do lateral Raggi, que com um bom cruzamento na direção de Falcão Garcia, encontrou Bender, totalmente sem jeito, desviando de cabeça contra a própria meta, matando Burki na jogada.

No segundo tempo, com as entradas de Pulisic e Sahin nos lugares de Schmelzer e Bender, respectivamente, o time começou a mostrar um pouco mais de vontade, algo totalmente diferente do que havia sido o primeiro tempo, onde era visível a falta de vontade do time, talvez impactados com os gols.

Com a mudança de atitude, o Borussia chegou ao seu gol com Dembelé, aos 12 minutos, trazendo o time para o jogo. Após a bola ser levantada por Sahin, Aubameyang, no meio da área, deu um toque de calcanhar que encontrou Kagawa, que apenas deu um toque para tirar do goleiro e com isso, Dembelé, com o gol aberto, apenas teve o trabalho de empurrar para o gol.

Após o gol, o Borussia começou a se expor ainda mais, numa espécie de blitz contra o time francês em busca do gol de empate. Nesse momento, cresceu Jemerson. A cada ataque do time de Dortmund, se mostrava presente o jovem e excelente zagueiro brasileiro, ajudando o time a se segurar no jogo.

Com isso, o contra-golpe virou o repertorio máximo do As Monaco. Com a velocidade de Mbappé, o time tinha a sua válvula de escape. Num desses lances, após ganhar uma falta para o time, viu Falcão perder o gol após driblar o goleiro.

No momento de maior pressão do time do Borussia, ele apareceu. Mbappé, sempre ele, aproveitou a falha cometida por Piszczek, que recuou fraco demais para o goleiro e deu o gol de presente para a joia do time francês, fazendo 3×1 para o time francês, aos 33 do segundo tempo.

Aos 38, Kagawa deu uma sobrevida ao time alemão. Após pela jogada trabalhada pela direita, ele recebeu dentro da área, se adiantou a marcação, deixou o zagueiro Jemerson de joelho, após um raro lance infeliz do brasileiro, e bateu para o gol, sem chances para o goleiro Subasic.

Após o gol, o Borussia partiu para um verdadeiro bumba meu boi. Um festival de chutões, passes longos e muitos, muitos erros se fizeram presentes, levando Tuchel a loucura.

O time francês se segurou como pode e garantiu um triunfo por 3×2, fora de casa, podendo perder por até 1 gol de diferença para avançar a semifinal da competição. A partida de volta ocorre na próxima quarta-feira, no Stade Louis II, as 15:45.

 

Comenta aí:
Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Buffer this page