#GuiadaUCL. Em mais uma edição do guia da UEFA Champions League, hoje falaremos sobre uma candidata fortíssima para levantar a taça mais cobiçada da Europa: a Juventus de Turim.

Verão Movimentado

O verão europeu Bianconero foi bem movimentado. Cansada das recentes decepções no cenário europeu, a diretoria decidiu abrir a carteira e investir pesado no elenco. Mesmo com a saída de importantes jogadores (com Buffon entre eles), o plantel não perdeu o seu nível de excelência.

A primeira ação da diretoria foi bancar a permanência de Douglas Costa; vindo ao final do seu contrato, Emre Can chegou para suprir a saída de Marchisio; Mattia Perín chegou com status de jovem talento e brigará com Szczęsny para ocupar a vaga deixada por Buffon; após uma excelente temporada na rival Inter, João Cancelo foi contratado a peso de ouro; e por fim, após sair brigado com Deus e o mundo, Bonucci voltou para casa.

Sentiu falta de alguém? Creio que sim. Faltava aquele que mudaria o clube de patamar, que elevaria a moral de todos ao redor: e o nome dele é Cristiano Ronaldo. Após acompanhar a infelicidade constante do craque em Madrid, a Juve decidiu investir pesado: foram precisos 117,00 M € para poder contratar a estrela portuguesa.

Sonho antigo do clube, enfim, CR7 é contratado. Foto: Juventus.

A Campanha até aqui

Mesmo em um grupo enjoado, composto pelo poderoso Manchester United; pelo perigoso Valência e pelo franco atirador Young Boys, o elenco Bianconero passou de fase sem grandes sustos, ostentando a liderança do grupo. Ao todo, foram 4 vitórias e 2 derrotas, com 9 gols marcados e apenas 4 sofridos.

A sequência de jogos foi: Valência(V, 0-2); Young Boys(V, 3-0); Manchester United(V, 1-0); Manchester United(D, 2-1); Valência(V, 1-0) e Young Boys(D, 2-1).

Destaques

Sem sombra de dúvidas, Cristiano Ronaldo está entre os destaques da equipe. Desde que chegou a Turim, o gajo já jogou 27 partidas, marcando 16 gols e oferecendo 8 assistências nesta temporada de estréia.

Companheiros no setor ofensivo, Paulo DybalaMario Mandžukić também vêm exercendo papéis fundamentais ao lado do gajo. Dybala têm sido responsável pela criação das jogadas, e Mandžukić vem marcando gols importantíssimos, garantindo vitórias quando o português não decide.

La Joya Dybala, um dos destaques ofensivos da equipe. Foto: Juventus.

E Bonucci parece que nunca saiu da Juventus. Com um posicionamento ímpar, sempre ao lado de seu companheiro Chiellini, os dois formam uma das defesas mais fortes da Europa.

O adversário

Chegou a fase de mata-mata e, como muitos dizem, quem quer ser campeão não escolhe adversário. Pois bem, eis que o sorteio pregou uma peça na Vecchia Signora: o rival das oitavas de final será o Atlético de Madrid.

Velho conhecido de CR7, o time espanhol não deve ter gostado do sorteio. No geral, em 29 jogos, o português obteve 15 vitórias, 8 empates e apenas 6 derrotas, marcando 22 gols e provendo 8 assistências.

Esta cena tem tudo para se repetir nas oitavas de final. Foto: Juventus.

Expectativa

O mundo inteiro sabe que o grande desejo da Juventus é conquistar a Europa. Nesta última década, a equipe bateu na trave duas vezes (perdeu as finais de 2015 e 2017); fora mais algumas eliminações traumáticas no decorrer do caminho (como esquecer o mítico gol de bicicleta do próprio CR7). Então, a diretoria não poupou esforços e, espera que enfim, a equipe conquiste a sonhada taça.

Comenta aí:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here