Brasil dá luz verde para licitação de geração de energia

A autoridade reguladora brasileira Anil aprovou os leilões de energia A-3 e A-4 em 25 de junho e incluirá um novo local no leilão de transferência de energia em dezembro.

Na terça-feira, as decisões foram tomadas durante reunião do órgão regulador.

As datas de início do fornecimento de energia elétrica das empresas contratadas nos leilões A-3 e A-4 são 1º de janeiro de 2024 e 1º de janeiro de 2025 respectivamente.

A EPE, empresa federal de pesquisa de energia, apresentou um total de 1.841 projetos em leilão, representando uma capacidade de geração integrada de 66.862 MW.

Para projetos eólicos e solares fotovoltaicos com uma participação de 64.519 MW da geração total de energia registrada, o prazo de entrega é de 20 anos. Projetos hidrelétricos com capacidade de geração registrada de 985 MW serão contratados por um período de 30 anos.

Para 1.358 MW de projetos termelétricos de biomassa cadastrados, os contratos são de fornecimento por 20 anos.

Para projetos não aprovados pela Anilina, os preços do contrato inicial eram 292 Arroz / MW para fontes hidrelétricas (US $ 55,50 / MW), 198 Arroz / MW para fontes eólica e solar e 292 Arroz / MW para fonte de biomassa termelétrica.

Para projetos já em oferta, os preços de referência serão 245 Arroz / MW para mini centrais Hidrelétricas (abaixo de 5 MW) e 170 Arroz / MW para pequenas centrais hidrelétricas (5-30 MW) e 170 ER / MW (acima de 30 MW) para outras usinas hidrelétricas.

67% dos empreendimentos cadastrados estão localizados em quatro estados da região Nordeste, o que representa 69% da energia elétrica registrada na EPE para dois leilões: Bahia, com 597 empreendimentos (20.727 MW), Rio Grande do Norde, com 259 empreendimentos ( 9.208 MW), Sear, com 195 projetos (8.76).) E Piao, com 189 projetos (7.448 MW).

READ  Fonte cibernética da Visa no salto digital do Brasil

54 projetos foram registrados exclusivamente para participar do leilão A-3 e 340 projetos para participar apenas do leilão A-4. Os 1.447 projetos restantes podem primeiro participar do leilão A-3 e, em seguida, a energia restante pode ser negociada no leilão A-4.

Nova LINHA DE TRANSMISSÃO AMAPÁ

A Comissão de Acompanhamento de Energia Elétrica também aprovou a inclusão de um local de repasse de energia no estado de Ambe, que será ofertado no segundo leilão de repasse no dia 17 de dezembro. A empresa abrirá uma chamada pública na quinta-feira para um estudo detalhado a respeito. Muito.

Ela construirá uma linha de transmissão McCabe-Macabe III de 10 km e uma subestação MacBook III com capacidade de transformação de 2x 150MVA. O projeto visa fornecer uma solução estrutural para transmissão de energia na região de Maccabee para evitar novos apagões. A construção está prevista para 42 meses e exigirá 125 milhões de onças de investimento.

Além do lote Ambe, o leilão agora incluirá 2BN Rice Capex e deverá gerar cerca de 6.000 empregos ativos. Anteriormente, esperava-se que gerasse um investimento de US $ 1,9 bilhão e gerasse 5.700 empregos.

Com 30 a 60 meses para serem concluídas, as linhas serão construídas nos estados de Ambe, Bahia, Minas Gerais, Parane e São Paulo.

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top