Acredite ou não, a batalha pela marca iPhone no Brasil ainda está em andamento e segue para o Supremo Tribunal Federal

Em 13 de fevereiro de 2013, divulgou um comunicado intitulado “Estranha decisão que perde a marca Apple iPhone no Brasil”. Então, em 25 de setembro de 2013, publicamos um relatório de acompanhamento intitulado “Apple-Legal ganha o direito ao iPhone no Brasil”. Embora esse caso pareça ter sido resolvido, nove anos depois a história ainda tem um último capítulo.

Um relatório brasileiro publicado ontem dizia: “Na disputa entre a empresa norte-americana e a empresa brasileira Gradient pelo uso exclusivo da marca iPhone no Brasil, o procurador-geral da República, Augusto Aras, emitiu parecer favorável à Apple. O parecer foi encaminhado ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta sexta-feira (15º)”

Nessa batalha que já dura anos, as duas empresas participaram de um processo de conciliação por meio da ministra do STF, Ellen Gracie, mas após 20 reuniões entre representantes da marca, o acordo não avançou. Sem um consenso entre as instituições, o caso será integralmente julgado pelo Ministro Relator Diaz Toffoli, mas ainda sem data definida.

Para saber mais sobre o histórico do caso, leia a reportagem completa Por Inclinação (UOL).

READ  Aa: Fonte de smoothies e energia renovável no Brasil

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back to top