Campos NATO do Brasil foi surpreendido por inflação pior do que o esperado

Roberto Campos Neto, Presidente do Banco Central do Brasil, em entrevista coletiva no dia 7 de abril de 2020, na esteira do surto do vírus Corona (COVID-19) em Brasília, Brasil. REUTERS / Adriano Machado

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado a reuters.com

BRASÍLIA, 24 de novembro (Reuters) – O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, reafirmou nesta quarta-feira a intenção do banco de trazer a inflação de volta à sua meta, dizendo estar “surpreso” com as persistentes pressões sobre os preços que causaram uma inflação pior do que o esperado.

Os comentários foram feitos em meio às crescentes expectativas do mercado de que a inflação ultrapassará a meta de 3,5% no próximo ano, com tolerância de 1,5% em ambos os lados.

“Estamos surpresos com a consistência de alguns choques (de preços)”, disse Campos em uma conferência patrocinada pelo Neto Bank of America.

Inscreva-se agora para ter acesso gratuito e ilimitado a reuters.com

“Destacamos que nosso objetivo é trazer a inflação para a meta. Destacamos também que os componentes qualitativos da inflação estão muito piores do que esperávamos”, acrescentou.

O banco central aumentou as taxas de juros em 150 pontos base para 7,75% em outubro e sinalizou outro aumento neste ano, exacerbando o ciclo de aperto mais agressivo do mundo, à medida que a inflação sobe para dois dígitos.

Mas alguns especialistas de mercado estão começando a pensar que aumentos ainda maiores nas taxas podem ser necessários devido à inflação teimosa e à incerteza em torno da regulamentação financeira.

Campos Neto disse que o banco central continuará a conduzir no ritmo certo para aumentar as taxas de juros, evitando o erro de aumentar as taxas de juros muito rápido ou muito devagar.

Reportagem de Marcela Ayers em Brasília, editado por Gareth Jones por Tatiana Potser e Stephen Eisenhower

Nossos padrões: Princípios de confiança da Thomson Reuters.

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to top