Junte-se a nós no CAPA Latin America Aviation & LCC Summit 2022, 25/26 de agosto no Brasil

Para mais informações ou para se inscrever visite CAPA Latin America Aviation & LCC Summit Site de registro

A América Latina e o Caribe foram os últimos a serem afetados pelo COVID-19, e as companhias aéreas da região inicialmente tiveram um surto mais forte do que a maioria, enfrentando restrições rígidas de viagem e quase zero apoio direto do governo. Esperava-se que a região fosse a última a se recuperar da crise.

No entanto, a recuperação da América Latina desde o início de 2022 superou outras regiões. As restrições de viagem impostas pelos governos ao tráfego internacional foram flexibilizadas ou removidas, as regras relacionadas ao Covid-19 foram simplificadas e simplificadas e a região está se beneficiando de uma alternativa às áreas ainda fechadas para viagens.

Ainda há muito trabalho a ser feito, mas com a recuperação regional bem avançada, o cenário está pronto para levar a conversa além do COVID-19. Os principais temas e tópicos a serem discutidos nas sessões principais do próximo CAPA Latin America ‘Aviation & LCCs Summit’ incluem:

Parceria e Integração de Aviação Regional

Reestruturações e fusões e aquisições estão criando um novo equilíbrio competitivo na América Latina. Embora os reguladores, as interrupções persistentes do Covid-19 e outros fatores ameacem diminuir o ritmo da integração, o processo está em andamento. As perguntas a serem consideradas incluem:

  • Que novos tipos de parcerias aéreas estão surgindo na América Latina?
  • Quais são os benefícios de cada tipo de tie-up, e há outras novas parcerias a serem lançadas?
  • Quem fará os próximos grandes movimentos na integração do mercado latino-americano?

Sustentabilidade, combustíveis verdes e o futuro da mobilidade

O COVID-19 trouxe uma atenção pública sem precedentes para a sustentabilidade, pressionando as emissões e a indústria para cumprir ou superar seus compromissos já ambiciosos. O desenvolvimento e a adoção de combustíveis de aviação sustentáveis, uma área onde o progresso tem sido mais lento na América Latina, é um componente crítico para que a indústria atinja suas metas. Especialistas do setor no CAPA Latin America ‘Aviation & LCCs Summit’ consideram os futuros desafios e marcos a serem alcançados para que o setor possa cumprir suas obrigações.

READ  Brasil registra mais 483 mortes Govt-19 - últimas atualizações

Novas estratégias de vendas e mudanças na distribuição e varejo

As expectativas dos viajantes estão mudando constantemente – não apenas no ar, mas em todo o cenário de viagens: desde considerar as opções de viagem e comprar passagens aéreas até como os viajantes interagem com os fornecedores de viagens antes e depois da viagem. À medida que os grandes varejistas de fora do setor de viagens continuam a penetrar no mercado, os consumidores exigem cada vez mais uma experiência de varejo online que se alinhe à sua experiência no setor e combine conveniência, facilidade e segurança de sua privacidade. Essas novas expectativas de experiência digital estão se expandindo com áreas auxiliares, programas de fidelidade de companhias aéreas e alianças e outras parcerias. Adaptar as estratégias de vendas a esse novo cenário de consumidores e distribuição exigirá mudanças constantes para as companhias aéreas da América Latina.

Levantamento Naval Regional

As transportadoras da América Latina emergiram do COVID-19 com frotas mais enxutas, mais jovens e mais eficientes. No entanto, ainda há muito a ser feito em termos de retornar as aeronaves armazenadas ao serviço e melhorar ainda mais a operação de aeronaves comerciais na região. As carteiras de pedidos da transportadora latino-americana são dominadas por aeronaves narrowbody de nova geração, mas a demanda por widebodies, turboélices e jatos regionais está praticamente ausente. Como a região deverá exigir pelo menos 2.500 novas aeronaves nas próximas duas décadas, as questões a serem abordadas incluem:

  • Quais são as perspectivas para o desenvolvimento e apetrechamento naval regional?
  • Como as companhias aéreas da região estão estruturando suas frotas para garantir que permaneçam competitivas com os pares regionais e intercontinentais?
  • As companhias aéreas devem olhar além dos nichos principais para expandir suas operações e mercados?
READ  Uma cidade do Brasil vacinou quase todos contra o Govt-19

Novos entrantes estão prontos para entrar no mercado

A era sem precedentes do COVID-19 foi marcada por companhias aéreas diminuindo, ficando inativas e saindo completamente do mercado. No entanto, a confiança dos investidores nas perspectivas das companhias aéreas na América Latina permanece inabalável, esperando que a crise tenha criado oportunidades para start-ups que de outra forma lhes seriam negadas em circunstâncias normais. , a América Latina tem um alto nível de entrada de novas companhias aéreas no mercado, com mais de uma dúzia de companhias aéreas iniciantes operando ou planejando operar nos próximos anos. O CAPA Latin America ‘Aviation & LCCs Summit’ considerará quais oportunidades de mercado existem para novos participantes na América Latina, o desempenho e o progresso das start-ups existentes e suas perspectivas à medida que a demanda continua a se recuperar.

Estratégias de planejamento de rede

À medida que as barreiras às viagens internacionais continuam a diminuir e as redes começam a se normalizar, como as estratégias de planejamento de rede das operadoras latino-americanas se adaptaram e mudaram? As mudanças diárias provocadas pela pandemia de coronavírus exigirão que as companhias aéreas regionais sejam criativas com seu planejamento de rede para atender a novas considerações operacionais. Novas rotas foram lançadas e redes e métodos operacionais foram adaptados para perseguir o que era necessário. No entanto, à medida que o negócio das companhias aéreas enfrenta mudanças como o declínio nas viagens de negócios, novos padrões de compra de viagens e mudanças no mix de frotas, como as companhias aéreas devem adaptar suas estratégias de planejamento de rede?

Desafios aeroportuários regionais

Enquanto as companhias aéreas conquistaram a maioria das manchetes durante a pandemia, os aeroportos também tiveram seus cenários competitivos fundamentalmente alterados pelo coronavírus. Na América Latina, a questão do investimento em desenvolvimento de infraestrutura é central – pós-pandemia, muitos governos carecem de fundos para o desenvolvimento de aeroportos em larga escala e relutam em privatizar ativos nacionais importantes em muitos mercados importantes. Além disso, os aeroportos enfrentam escrutínio sobre suas credenciais ambientais e enfrentam um ambiente operacional caracterizado por altos custos, impostos e taxas e fluxo regulatório.

READ  Amigos rindo celebram especial de verão com nova arte

Ouça uma linha incomparável de líderes do setor

Os palestrantes sobre esses e outros tópicos no ‘Aviation & LCC Summit’ da CAPA Latin America incluíram CEOs de companhias aéreas que representam mais de 25% do tráfego regional. Eles serão acompanhados por executivos seniores de aviação de aeroportos e grandes fornecedores do setor, representantes de órgãos regionais e internacionais do setor de aviação, exportações do setor de aviação, reguladores e líderes políticos, entre outros. Eles fornecerão liderança de pensamento, oportunidades de networking e insights profundos sobre os problemas e tendências que moldam a indústria na América Latina e no mundo.

Principais líderes do setor presentes no CAPA Latin America Aviation & LCC Summit:

Azul CEO John Rodgerson

Toque CEO Christine Ourmières

GOL CEO Celso Ferrer

Ultra-Ar CEO William Shaw

Flyponti CEO Maurício Sana

ALTA Diretor Geral e CEO José Ricardo Botelho

Azul Diretor de Receita Abhi Shah

GOL Alianças Estratégicas, Assuntos Internacionais e Industriais Randall Sanz Aguero

Ekware CEO Gabriela Sommerfeld

IATA Peter Serta, vice-presidente regional, Américas

ACI – América Latina e Caribe Diretor Geral Raphael Echeverne

… e muitos outros.

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back to top