‘Não fui derrotado contra o Brasil’, Connor McGregor responde ao chamado de Charles Oliveira no UFC 274

Apesar de não ter se classificado para o cinturão dos leves do UFC na noite de ontem (cinturão que perdeu na balança na sexta-feira), Charles Oliveira provou ser o melhor leve ainda do UFC. Ele fez isso diante da tempestade inicial de Justin Ketzew antes de uma vitória por nocaute e finalização.

Esta vitória é a décima primeira consecutiva de Olivera. Completou a presença de Olivera na lista de estatísticas de todos os tempos para o maior número de vitórias por finalização e os maiores resultados na história do UFC.

Oliveira Connor enviou um desafio a McGregor após sua recente vitória. O jogador irlandês pode não ser a escolha mais adequada por motivos esportivos, mas certamente pode dar a Olivera um nível maior de exposição até o momento.

Não demorou muito para Macrigor responder a ‘Do Bronx’. E embora estivesse interessado em se voltar contra o paulista, não tinha certeza.

“Eu não sabia que queria perder peso”, escreveu McGregor. “Gosto muito de ser construído como uma geladeira. Acho que tenho que lutar até aqui para ver isso. Mas quero lutar contra os brasileiros, 100%! Eu amo o Brasil, não sou derrotado contra o Brasil. Todos os nocautes. pense um pouco para fazer.”

McGregor por 2 a 0 contra o Brasil. A primeira dessas lutas foi contra Diego Brandavo na luta principal do UFC Dublin em 2014. McGregor venceu essa luta por nocaute técnico no primeiro round. A segunda vitória foi sua famosa vitória de 13 segundos sobre José Aldo no UFC 194, que lhe rendeu o título dos penas do UFC.

READ  A empresa de comércio eletrônico no Brasil é Nuemshop Unicorn

McGregor avançou 3-3 desde que derrotou Aldo (3-4 se você contar seu esforço no boxe profissional). Nesse ponto, ele derrotou Eddie Alvarez pelo título dos leves, embora tenha sido destituído de seu cinturão por inação.

A vitória de Alvarez foi a única vitória de McGregor em 155 libras. Suas perdas nesse peso incluem finalização para Kabib Normakomedo e dois nocautes contra Dustin Borier (por quebrar uma perna). A única vitória de McGregor nos últimos dois anos foi contra Donald Seron no torneio dos meio-médios.

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back to top