Os fãs da Fórmula 1 aguardam com ansiedade a apresentação dos carros para esta temporada. Mas um em especial vem aguçando a curiosidade: a Haas. E a equipe apresentará sua nova pintura na próxima quinta, dia 07/02.

Desde o anúncio feito em outubro do ano passado, várias projeções pulularam nos fóruns e redes sociais com o que poderia ser o VF-19 com as cores da empresa britânica Rich Energy (inclusive as que ilustram esta matéria). Afinal, desde a saída da Lotus em 2015, não temos uma das mais combinações icônicas da Fórmula 1: preto com dourado. (#jpsfeelings)

Rich Energy: o que vem a ser ?

Quem acompanha a categoria vai lembrar que esta não é a primeira tentativa da empresa de energéticos em patrocinar uma equipe. A Rich Energy esteve ligada a um possível apoio à Force India em 2017 e foi citada como a salvadora do mesmo time no ano passado, quando o então dono, Vijjay Mallya, apresentou à justiça inglesa no processo de falência uma proposta de patrocínio de 30 milhões de libras por dois anos.

Projeção que circula na web com uma possível pintura da Rich na Force India (fonte:twitter rich energy)

Até aí nada demais. A Fórmula 1, apesar de seus orçamentos estratosféricos, ainda é considerada uma poderosa ferramenta de marketing. E o case da Red Bull acaba por incentivar a chegada de seus concorrentes (já tivemos vários energéticos apoiando equipes na categoria). Mas a Rich Energy tem aspectos, digamos, curiosos.

Um energético rico..e difícil de achar

Desde quando apareceu nas notícias, alguns foram verificar o que era a empresa. Em uma ligeira pesquisa na internet, se soube que a marca é de uma pequena fabricante inglesa, com acionistas não muito certos, um CEO bem excêntrico e que desde 2015 produz um energético desenvolvido por um austríaco. Até um tempo atrás, muita gente dizia que era difícil encontrar uma latinha na ilha.

A situação hoje é um pouco diferente: a marca apoia o time feminino do West Ham e possui alguns “embaixadores” da marca. E você pode comprar um pack com 24 latinhas por 20 libras (cerca de 96 reais) pelo site (www.richenergy.com). Ainda pode comprar boné, uma caixa de luxo ou se embebedar com uma encomenda de 2592 latas….

No release de anuncio do acordo “multianual” com a Haas, a Rich Energy declarou que estava presente em mais de 30 países pelo mundo e que a Fórmula 1 era o “trampolim” para sua expansão global. Quando perguntado, o chefe Gunther Steiner declarou que havia feito um profundo trabalho de pesquisa sobre a empresa e estava tudo OK….

Gene Haas e William Storey, CEO da Rich Energy(fonte: haasf1team.com)

Energético ou ilusão? Aguardemos….

Não é de hoje que a Fórmula 1 tem patrocinadores “curiosos”. A Rich Energy não é a primeira e muito menos será a última com este tipo de “dúvida”. Depois isso será até abordado mais detalhadamente.

Os americanos entraram com um modelo bem interessante e que vem sendo bem-sucedido até aqui. Prova é a chiadeira que várias equipes com orçamentos maiores tem feito em relação à Haas e sua proximidade com a Ferrari.

Gene Haas desde o início falava que só abriria a equipe a apoios quando estivesse em condições de mostrar alguma coisa relevante. Aos poucos isso aconteceu e o acordo com a Rich significa a entrada de um patrocinador grande. E pode ser o início de uma segunda fase do projeto, onde seria a preparação para tentar o grupo da frente. Que não seja uma canoa furada.

Comenta aí:

1 COMENTÁRIO

  1. mate your site is really cool, but it has a poor Domain Authority
    sad truth is that sites with poor Domain Authority won’t rank high in Google and in result get very little of traffic
    I had the same problem in the past and my website didn’t rank high in Google
    I searched for a professional who would help me with it; found one guy who really helped me rank higher in Google and increase my Domain Authority to 58! I’m super happy with this score
    Contact him: https://janzac.com/contact-janzac/ (his prices are very reasonable for the service he provides)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here