Fugro ganhou o contrato para operar no mar no projeto Mero 2 do Brasil

A Mersk Supply Service concedeu um Contrato de Levantamento e Posicionamento Submarino à Fukro, que apóia a instalação do projeto Mero 2 de alto mar da embarcação de armazenamento e descarga de produção (FPSO) Cebetiba em Petropross em águas profundas do Brasil. Esse processo começará no primeiro trimestre de 2022 e durará aproximadamente quatro meses.

A Fugro usará sua câmera de realidade aumentada QuickVision, uma tecnologia sem toque usada no projeto de águas profundas Mero 1 da Petrobras no ano passado.

Para o projeto Mero 2, o Fugro 24 usa tecnologia de guiamento para instalar arquivos de torpedos submarinos e linhas de ancoragem, e suporta estabilização em tempo real para operações adicionais de instalação e construção submarina.

O sistema de câmeras elimina a necessidade de pessoal para instalar sensores em ativos submarinos, reduzindo a necessidade de pessoal marítimo, reduzindo o tempo de envio e as emissões de carbono.

O Campo de Mero detém o Consórcio Libra, liderado pela Petrobras – com 40% de participação, juntamente com a Shell Brasil (20%), Total Energies (20%), CNOTC (10%) e CNOC Limited (10%). O consórcio também conta com a participação da Pré-Sal Petrólio, estatal brasileira que atua como gestora do contrato.

READ  A floresta amazônica do Brasil emite mais CO2 do que absorveu na última década: Research-Technology News, First Post

Tadday Köhler

"O desconfortavelmente humilde fã de TV. Generalista de Twitter. Entusiasta de música extrema. Conhecedor de Internet. Amante de mídia social".

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back to top